cemaden 52909 Aplicativo para coleta de dados agrícolas no semiárido brasileiro será apresentado pelo Cemaden em Minas GeraisUtilizando um celular com aplicativo específico (AgriSupport), pequenos produtores de agricultura familiar poderão enviar ao Cemaden informações e dados sobre cultivares e manejo agrícola para subsidiar o Sistema de Previsão de Risco de Colapso de Safras na Agricultura Familiar do Semiárido do Brasil.

Montes Claros, localizado ao norte de Minas Gerais, foi o município escolhido para dar início a implantação do aplicativo AgriSupport, projeto do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. O aplicativo – disponibilizado para aparelhos celulares – possibilita o registro fotográfico georreferenciado da área plantada e coleta de informações sobre o plantio, feito pelos pequenos produtores da agricultura familiar do semiárido brasileiro, com apoio dos extensionistas rurais da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural ( Emater).

O motivo da escolha do município está relacionado ao período de plantio na região, finalizado no mês de dezembro. Dessa forma, será possível coletar informações para acompanhamento, desde o início, do desenvolvimento das culturas.

Nos dados sobre o plantio, constarão informações atualizadas e precisas sobre o cultivar e manejo, como, por exemplo, das espécies e variedades cultivadas, datas de plantio e, principalmente, da distribuição espacial das culturas agrícolas no semiárido.

Em razão da participação ativa dos agricultores na coleta e envio de dados e informações – utilizando novas tecnologias e intercâmbio de informações científicas – o aplicativo possibilitará a criação de base de dados e informações no contexto de “Ciência Cidadã”. Essas informações permitirão subsidiar projetos científicos de interesse social, entre eles o do Sistema de Previsão de Risco de Colapso de Safras na Agricultura Familiar do Semiárido do Brasil, em desenvolvimento no Cemaden.

A apresentação do aplicativo e o trabalho de campo – utilizando os celulares e a coleta de dados – ocorrerão no próximo dia 20 de janeiro, na sede do Núcleo de Ciências Agrárias, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Montes Claros (MG). O Workshop “Risco de Colapso de Safra/Projeto AgriSupport” contará com a participação dos agricultores, extensionistas rurais, pesquisadores e instituições ligadas à agricultura e ao semiárido.

O encontro está sendo organizado pelo Cemaden em parceria com a Emater de Minas Gerais, que dará todo o apoio técnico junto aos agricultores familiares.

Monitoramento da seca e impactos

O aplicativo AgriSupport faz parte do projeto desenvolvido em parceira entre o Cemaden, o International Institute for Applied Systems Analysis (IIASA) e o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Mudanças Climáticas (INCT-MC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Minas Gerais possui 39 municípios nas áreas rurais do semiárido brasileiro, localizadas nas regiões norte do estado e no Vale do Jequitinhonha. Nessas áreas, também estão em processo de instalação, pelo Cemaden, dos equipamentos de monitoramento agrometeorológico e de umidade, denominadas Plataforma de Coleta de Dados (PCDAgro e PCDAqua).

Além de Minas Gerais, estão sendo instaladas PCDs nos estados da Bahia, Ceará, Pernambuco, Piauí, Paraíba, Rio Grande do Norte, Alagoas e Sergipe. Esses equipamentos enviarão dados ao Cemaden, informando sobre as condições agrometeorológicas e de umidade, o que permitirá ampliar as informações e dados para o monitoramento do semiárido brasileiro.

Nos municípios que integram o semiárido dos nove estados brasileiros – onde estão sendo instaladas as PCDs – os agricultores familiares poderão utilizar o aplicativo AgriSupport para complementar o banco de dados necessários à alimentação do Sistema de Previsão de Risco de Colapso de Safras na Agricultura Familiar do Semiárido do Brasil, em desenvolvimento no Cemaden.

Em dezembro do ano passado, o aplicativo foi apresentado aos pesquisadores do Instituto Agronômico de Pernambuco e da Universidade Federal de Pernambuco. Na reunião, foi realizada uma “oficina” para apresentação e instalação do aplicativo nos celulares dos agricultores do município Abreu e Lima (PE), testado durante o trabalho de campo na área rural.

Desde setembro de 2015, mensalmente, o Cemaden vem disponibilizando online os Relatórios da Situação da Seca e Impactos, apresentando dados sobre o monitoramento das condições hidrometeorológicas e de previsão climática sazonal.

(Fonte :Assessoria de Comunicação do Cemaden –Maria Rosário Orquiza – e-mail: assessoriadeimprensa@cemaden.gov.br – tel. (12) 3205-0215)