sadsd 300x207 EUA e Exército Brasileiro irão compartilhar dados geoespaciaisNo dia 9 de março do corrente ano, foi assinado um Acordo de Cooperação para intercâmbio de dados geoespaciais entre o Ministério da Defesa brasileiro, por intermédio do Comandante do Exército, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, e a National Geospatial-Intelligence Agency (NGA) do Departamento de Defesa dos Estados Unidos da América.

O Acordo Básico de Cooperação e Intercâmbio (BECA) prevê o intercâmbio de produtos cartográficos, dados geoespaciais vetoriais e matriciais (imagens comerciais e/ou ortoimagens, em apoio a projetos cartográficos), publicações e materiais de inteligência geoespacial, bem como produtos de Geografia Humana (etnia, religião, economia, educação, etc).

Segundo a National Geospatial-Intelligence Agency, os Estados Unidos da América já celebraram acordos nos mesmos moldes com mais de 70 (setenta) países, com o objetivo primordial de construir um relacionamento, na área de geoinformação, mutuamente benéfico e colaborativo facilitando o intercâmbio de dados e produtos.

No dia 23 de março, a Diretoria de Serviço Geográfico (DSG) do Exército Brasileiro coordenou a primeira reunião para implementação dos Apêndices constantes do Acordo Básico de Cooperação e Intercâmbio. Estes Apêndices definem os detalhes relativos ao apoio técnico recíproco entre os dois países, estabelecendo os parâmetros relacionados à troca de produtos cartográficos, dados, publicações e materiais de Inteligência Geoespacial (GeoInt).

Participaram da reunião supracitada os seguintes militares do Exército Brasileiro: General de Brigada Antonio Leite dos Santos Filho, 4º Subchefe do Comando de Operações Terrestres (COTER); General de Brigada Pedro Soares da Silva Neto, Diretor do Serviço Geográfico até o dia 5 de abril de 2016; General de Brigada Luís Henrique de Andrade, Diretor do Serviço Geográfico a partir do dia 5 de abril de 2016; militares do Estado-Maior do Exército (EME), do Departamento de Engenharia e Construção (DEC), do Centro de Inteligência do Exército (CIE) e da DSG. Por parte da NGA, fizeram-se presentes na reunião: Sra. Tameeka Washington, Sr. Ed Elinan, Sr. JP Roa, e Sr. Scott Matheson. Serão realizada novas reuniões com o objetivo de viabilizar os ajustes necessários à implementação do BECA.

A celebração do BECA permitirá ao Brasil acesso a: informações geoespaciais não classificadas sem custo; imagens de satélites comerciais dos EUA para produção de geoinformação; programas de treinamento em disciplinas geoespaciais; e oportunidades para coproduzir informações e produtos geoespaciais.

A DSG estará presente MundoGEO#Connect LatinAmerica que ocorrerá em São Paulo (SP) nos dias 10,11 e 12 de maio, com palestras gratuitas no dia 12 sobre  ”A  DSG na produção e disponibilização de dados geoespaciais para a sociedade brasileira“ para todos os visitantes da feira e participantes das atividades do MundoGEO#Connect.  Para saber sobre as empresas que estarão presentes na feira expondo seus produtos e novidades para mercado de Geotecnologias acesse ao http://mundogeoconnect.com/2016/feira.