Acaba de ser implantada uma rede de estações absolutas de gravidade no estado de São Paulo (REGRAB/SP – Rede Gravimétrica Absoluta de São Paulo). Trata-se de uma iniciativa do Laboratório de Topografia e Geodesia (LTG) do PTR-EPUSP, do Instituto Geográfico e Cartográfico do Estado de São Paulo(IGC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Centro de Estudos de Geodesia (CENEGEO)

001 300x224 Rede Absoluta de Gravidade é implantada em São Paulo

Gravímetro A-10.

As observações foram realizadas com um gravímetro absoluto Micro-g LaCoste, A-10, de propriedade do IGC (Figura 1). Foram selecionadas 15 estações e mais 4 reocupações, satisfazendo a uma distribuição homogênea no estado: Cananeia (R), São Paulo (R), Ubatuba (R), Valinhos (R), Araçatuba, Botucatu, Cachoeira Paulista, Dracena, Franca, Ilha Solteira, Itapeva, Jaboticabal, Lins, Ourinhos, Presidente Prudente, São Carlos, São José do Rio Preto, São Roque e Tupã. A figura 2 mostra a distribuição das estações no estado. A precisão alcançada com o referido equipamento é da ordem de ±10 microGal, constituindo-se numa precisão inédita no Brasil.

002 300x214 Rede Absoluta de Gravidade é implantada em São Paulo

Rede Gravimétrica Absoluta (REGRAB) do Estado.

A rede constitui um marco importante no estado e servirá de referência para todos os levantamentos de gravimetria que se fizerem necessários. Além disso, será essencial no estabelecimento do modelo altimétrico, no cálculo das alturas geoidais e no apoio para a definição do volume e extensão alagada nos reservatórios. No caso do volume, auxiliará nos levantamentos de batimetria com o uso do GPS e do modelo geoidal, em substituição ao nivelamento geométrico, tarefa demorada e cara. A área alagada será melhor definida através da gravimetria combinada com o nivelamento geométrico de alguns pontos, resultando no chamado número geopotencial.

Esse trabalho desenvolvido no LTG foi coordenado pelo professor sênior do PTR, Denizar Blitzkow, e pela pesquisadora de pós-doutoramento, Ana Cristina O. Cancoro de Matos.

Veja também: Esri disponibiliza Atlas das Alterações Climáticas