A empresa brasileira goGeo anuncia o faturamento de 1 milhão de reais com oferta de Big Data Geoespacial. Meta é ampliar a operação com nova vertical de negócios voltada para o segmento de Supply Chain. A estimativa é faturar R$ 3 mi em 2017 e alcançar R$ 75 mi até 2020

Semelhante aos aplicativos de localização geoespacial Waze, Google Maps e Foursquare – mas com foco corporativo – a plataforma goGeo veio com a proposta de ser cinco vezes mais econômica e 50% mais rápida no processamento de dados e geração de mapas em tempo real. Lançada há um ano no mercado brasileiro, a startup alcançou a marca de R$ 1 mi com a oferta de Inteligência Geográfica e Big Data.

Os bons resultados trouxeram ao empreendedor e CEO da startup, Vagner Sacramento, a oportunidade de expandir o portfólio de serviços com o lançamento da vertical de negócios voltada para o setor de Supply Chain, abrangendo os segmentos de Manufatura, Atacado Distribuidor e Varejo. Agora, a estimativa do então Ph.D. em Ciência da Computação é faturar R$ 3 mi em 2017 e alcançar R$ 75 mi até 2020.

A ferramenta de Big Data e Inteligência Geográfica aplicada aos negócios já está em fase de implantação em empresas de Supply Chain e sendo amplamente utilizada pela PC Sistemas do grupo TOTVS, atuante no desenvolvimento de softwares ERP para toda a cadeia de abastecimento. Com a parceria, é possível mapear e explorar ao máximo os territórios de atuação de toda a equipe de vendas, tornando-a mais eficiente e lucrativa.

“Há um ano tínhamos o desafio de criar cases de sucesso usando a plataforma goGeo e trabalhar em um modelo de negócios que conseguíssemos replicar para outras verticais de mercado. Desde então, nós conseguimos obter êxito em relação à criação de cases como é o caso da oferta para a PC Sistemas no mercado de Atacadista/Distribuidor”, revela Sacramento.

O executivo afirma que o mercado geoespacial representa uma indústria de 250 bilhões de dólares, duas vezes maior do que a de videogames. Porém, quanto maior o volume de dados, maior a limitação dos motores de geoprocessamento para gerar mapas com informações úteis sobre Inteligência Competitiva de Mercado ou Logística, o que limita o potencial de inovação tecnológica desse setor.

Geo Aggregation2 Empresa brasileira goGeo fatura R$ 1 mi com oferta de Big Data GeoespacialA plataforma goGeo, que leva o mesmo nome que a startup, leva vantagem entre a concorrência. Ela explora sua alta performance para combinar dados de mercado com dados transacionais dos clientes (ERP, CRM), independentemente do volume. Por exemplo, para potencializar as análises dos clientes, a goGeo tem capturado dados de diversas fontes tendo uma base com mais de dois bilhões de tweets geolocalizados, mais de 30 milhões de CNPJs, bem como dados socioeconômico e demográfico do Censo do IBGE. Essas e outras bases são usadas nas análises para que o cliente possa avaliar sua cobertura ou penetração de mercado de forma única.

“Ao invés de investir em licenças caras e em servidores de grande porte, nossa plataforma torna possível processar grande volume de dados usando dezenas ou centenas de servidores de baixo custo que, em conjunto, oferecem poder computacional maior que qualquer outro servidor do mercado”, diz.

O próximo passo é ampliar ainda mais o portfólio de serviços, com a entrada no mercado de Internet das Coisas, Smart Grid e Connected Cars. “Pretendemos consolidar a estratégia que desenhamos nos últimos meses e expandir a nossa plataforma para outros potenciais mercados”, finaliza Vagner.

twittermap Empresa brasileira goGeo fatura R$ 1 mi com oferta de Big Data Geoespacial

Com sede em Goiânia, a goGEO é uma startup 100% brasileira especializada no desenvolvimento de soluções geoespaciais para os segmentos de Telecom, Supply Chain e Utilities. Fundada por Vagner Sacramento, Ph.D. em Ciência da Computação, a empresa conta com uma equipe de especialistas em computação distribuída com a finalidade de construir uma plataforma de Big Data Geoespacial 50 vezes mais rápida e cinco vezes mais acessível que as concorrentes do mercado global.