1 170111183003 1 China recebe primeiras imagens dos novos satélites de alta resolução

Fonte: http://www.siweidg.com/english/news/company/2017/0111/235.html

A China recebeu as primeiras imagens de um par de satélites de sensoriamento remoto de alta resolução lançados no final de dezembro do ano passado, informou na última quarta-feira a Corporação Aeroespacial de Ciência e Tecnologia (CASC) da China.

Nas imagens capturadas, turistas foram vistos visitando o palácio de Potala na região autônoma de Tibet.

Os satélites, SuperView-1 01/02 foram colocados em órbita no dia 28 de dezembro a bordo de um foguete Longa Marcha 2D, a partir do Centro de Lançamentos de Taiyuan, na província de Shanxi.

Os dois veículos estão operando a uma altitude de 500 quilômetros, com uma resolução pancromática de 0,5 metro e multiespectral de dois metros, disse Zhang Xiaomin, vice-gerente geral da Dongfanghong Satellite Co., Ltd.

Segundo o comunicado oficial, os satélites fornecerão serviços em vários campos, desde monitoramento ambiental até mitigação de desastres. Na China, há uma enorme demanda por dados de sensoriamento remoto, que, até agora, são fornecidos por fontes estrangeiras.

Sobre os satélites

Estes dois novos satélites fazem parte da primeira constelação de satélites comerciais de sensoriamento remoto multi-sensor da China.

Também conhecida como SuperView-1, a Gaojing-1 é uma constelação de satélites para uso em sensoriamento remoto civil que será operada pela empresa Siwei Star Co. Ltd., com sede em Pequim, enquanto a Beijing Space View Technology atuará como o distribuidora global exclusiva dos dados dos satélites.

A constelação compreenderá quatro satélites no mesmo plano orbital, a uma altitude de 500 quilômetros. Os satélites fornecerão imagens com resolução pancromática de 0,5 metro e resolução multiespectral de 2 metros, com uma largura de faixa de 12 quilômetros e cena máxima de 60 × 70 quilômetros.

Até o ano de 2022, a constelação completa será concluída, com capacidade para fornecer dados e serviços a clientes em todo o mundo.