Representantes de entidades como o Senseable City Lab do MIT, Prefeituras de Medellín, Quito e Buenos Aires, de Amsterdam Smart City e Santiago Smart City já confirmados como palestrantes

smart city expo curitiba 266x300 Smart City Expo Curitiba terá especialistas em cidades de todo o mundoO Congresso do Smart City Expo Curitiba – edição brasileira do maior evento de cidades inteligentes do mundo – será realizado de 28 de fevereiro e 1º de março e terá a presença de grandes nomes internacionais do urbanismo, arquitetura e agentes públicos que promoveram transformações em cidades pelo mundo.

Um dos principais nomes é o do arquiteto e engenheiro Carlos Ratti, diretor do Senseable City Lab do MIT, nos Estados Unidos, grupo responsável por estudar as tecnologias capazes de transformar a vida nas cidades. Ratti foi eleito pela revista Wired como uma das 50 pessoas capazes de mudar o mundo e atualmente é o presidente do Conselho de Agenda Global do Fórum Econômico Mundial sobre Cidades Futuras. Ratti é responsável pelo conceito de “cidades sensíveis”, que oferece ênfase para o lado humano da cidade mesmo em meio à sua transformação tecnológica.

O evento também receberá nomes de peso como Jorge Perez Jaramillo, ex-planejador-chefe entre 2012 e 2015 da cidade de Medellín, na Colômbia (referência em transformações urbanas), Frans-Antom Vermast, consultor de estratégias de planejamento urbano do Amsterdam Smart City, Tia Kansara, fundadora da Kansara Hackney, consultoria internacional que desenvolve soluções para problemas urbanos, Pedro Vidal, Gerente do Programa Santiago Smart City, Chile, Agustín Suárez, diretor geral de Gestão Digital da cidade de Buenos Aires, Argentina e Carolina Pozo, ex-secretária geral de Planejamento, Inovação e Governo aberto para a cidade de Quito, no Equador.

O Congresso do Smart City Expo Curitiba 2018 reunirá 18 palestrantes internacionais e 36 palestrantes do Brasil. Os debates ficarão concentrados em quatro temas: Tecnologias Disruptivas, Governança, Inovação Digital e Cidades Sustentáveis do Futuro.

As palestras abordarão temas relacionados à inovação em cidades, envolvimento governamental, participação da população em políticas públicas e serviços, economia sustentável, inclusão social, promoção de startups e desenvolvimento de ambientes urbanos sustentáveis, gestão inteligente de recursos, aplicabilidade de soluções tecnológicas e sustentáveis, entre outros.

Também estarão em debate a utilização e a aplicação de tecnologias emergentes que podem transformar as cidades, como indústria 4.0, big data, internet das coisas, robótica, blockchain, inteligência artificial e realidade virtual.

Já a área da exposição terá 800m² e contará com a participação de diversas prefeituras do Brasil, comitivas internacionais e empresas de todo o Brasil que exibirão soluções inovadoras para a construção de serviços públicos mais eficientes, com tecnologias inovadoras e que tornem as cidades mais sustentáveis. O público também poderá visitar o Smart Plaza, espaço voltado para fomentação do networking e intercâmbio de conhecimentos.

Da decisão à ação geográfica

A chamada Transformação Digital tem impactado diretamente todos os setores da sociedade, levantando discussões desde como ensinar e formar novos profissionais frente aos desafios atuais às estratégias de decisão e ação dos Governos e Corporações de qualquer porte.

Mais do que uma dimensão de análise, o Espaço Geográfico deve ser entendido e apreendido por estes: olhar o mapa e tomar decisões com base em análises, agregando valor às marcas. Empresas precisam pensar novos modelos de negócio, incluindo formas de interação com seus clientes, trazendo expansão e lucratividade para o negócio…

Para debater estas questões, foi realizada uma palestra online no dia 23 de janeiro passado com Abimael Cereda Junior, da Georesults/Geografia das Coisas, com a moderação de Eduardo Freitas, da MundoGEO e DroneShow:

Assista o replay na íntegra