Primeira etapa do rali Mitsubishi Outdoor, que mescla estratégia, tarefas e o 4×4 trouxe novidades que facilitaram a navegação em estradas de terra na região de Mogi Guaçu (SP)

A tecnologia invadiu as trilhas do Mitsubishi Outdoor. Na etapa de abertura da temporada 2018 do rali de estratégia e tarefas, realizada em Mogi Guaçu (SP), os participantes puderam aproveitar um recurso inédito em competições off-road no Brasil, o Plus Code.

“Esse sistema criado pelo Google permite achar locais sem endereço, como uma trilha, por exemplo, usando um aplicativo simples. Combinamos essa tecnologia com o levantamento que nossa equipe faz nas semanas que antecedem a prova para criar as atividades. Assim, os participantes navegam pelo mapa do Outdoor em seus celulares como se estivessem usando um aplicativo com rotas”, explica Fernando Gualberto, diretor de prova do Mitsubishi Outdoor.

A novidade também permitiu que a organização acompanhasse em tempo real cada um dos carros que participaram da prova.

rali localizacao 300x200 Rali da Mitsubishi Motors estreia sistema inovador de geolocalizaçãoEssa nova tecnologia deixou a navegação das equipes ainda mais fácil e prática, podendo ser feita com um smartphone. “Gostamos muito dessa novidade. Foi muito intuitivo navegar em meio a tantas trilhas e caminhos pela mata. Parecia que estávamos procurando um endereço na cidade. Isso sem perder a diversão de traçar a estratégia no mapa, uma das coisas que mais gostamos de fazer no rali”, conta Talita Guimarães, da categoria Fun, ideal para os participantes que estão começando.

Outra novidade foi a adoção do celular-passaporte, que substitui o passaporte físico que era usado nas outras temporadas. “Só precisamos baixar um aplicativo em nossos celulares e pronto. Ao chegar perto dos PCs com nossos celulares, a organização já sabia que nossa equipe tinha chegado ao local correto e computava nossos pontos”, comenta Talita. “A gente esperava que fosse difícil, mas facilitou bastante para o navegador. A tecnologia veio pra melhorar a prova”, fala Fabiano Bonafé, da equipe Bomba Bala, campeã na categoria Fun.

Abertura da temporada

No último sábado, as 50 equipes do Mitsubishi Outdoor se reuniram na praça central de Itapira (SP) para a largada, em um clima de festa e ansiedade para receber o mapa da primeira prova do ano. Entre os desafios, estava um trecho de 4×4 pesado para quem queria colocar a vocação de seus modelos da Mitsubishi Motors a prova.

“Volto sempre que posso. A organização é excelente, não temos que nos preocupar com nada mais do que se divertir e aproveitar o dia. Gosto muito de dirigir, e nessa etapa pude aproveitar bastante a capacidade do meu Pajero no PC 4×4”, comenta Fábio Assis, da categoria Extreme, destinada para equipes mais experientes.

Os participantes também puderam aproveitar vários PCs de aventura, como uma trilha de bicicleta, um trekking em meio a belas paisagens e ainda um rapel em uma cachoeira. Um dos pontos altos da etapa foi o PC do tênis, onde as equipes precisavam trocar algumas bolas com o ex-tenista Carlos Kirmayr, um dos grandes nomes do tênis brasileiro, com mais de 28 finais em torneios ATP durante os anos 70 e 80.

“Foi sem dúvida o PC mais difícil que já participei”, brinca Rafael Cambuí. “Tínhamos que rebater 8 bolas do Carlos Kirmayr. Foi uma experiência inédita para mim e aposto que surpreendeu muitas equipes.”

Depois da trilha, os participantes se encontraram no autódromo Velo Città para a festa de premiação das equipes. “É sempre divertido, Mitsubishi é fun. Nossa equipe está junta há um bom tempo”, comenta Carlos Raul Andrade Caldas, chefe da equipe Bomba Bala, campeã na categoria Fun, ideal para equipes que estão começando e querem se divertir. “Não sei se sou pé quente… Mas a gente fez um planejamento legal e deu tudo certo. Procuramos fazer provas que combinam com nosso time, como rapel, bike, e ganhamos muitos pontos”, celebra Fabiano Bonafé. “A maior emoção desta etapa foi conseguir fazer o post no Instagram, fizemos no último minuto. Foi especial”, diverte-se Raul.

Na categoria Extreme, para times mais experientes e competitivos, a Absolut Lama subiu no lugar mais alto do pódio. “Tivemos algumas mudanças para esse ano, mas nada afetou a emoção e aventura que é participar do Mitsubishi Outdoor. Pelo contrário: com a tecnologia, a gente sabia que não podia falhar se quisesse ganhar. A prova ficou mais gostosa e mais competitiva”, celebra Matheus Gonzaga. “Foi minha primeira vez na equipe, super bacana. A experiência é sensacional”, fala André Garupe. “O importante é se divertir, reunir os amigos, viver essa experiência maravilhosa. Valeu muito”, conclui Matheus.

A Mitsubishi Motors realizou a ação social Mitsubishi Pró-Brasil. Nesta etapa foram arrecadadas mais de 8,5 toneladas de alimentos e 1700 itens de higiene, que foram destinadas à Federação das Entidades Assistenciais Guaçuanas). O Mitsubishi Motorsports têm seis etapas do ano. A próxima cidade a receber a prova será Ponta Grossa (PR), no dia 21 de abril.

Geoinformação & Disrupção: Criando Novos Mercados

Como a cadeia produtiva da Geoinformação pode se adaptar às rápidas e constantes mudanças que estão ocorrendo e também buscar novos mercados?

Toda esta evolução digital está baseada em tecnologia móvel, a combinação de inteligência artificial e a observação da Terra, serviços automatizados de localização, big data e análises geográficas em tempo real.

No seminário Geoinformação & Disrupção, que vai acontecer no dia 15 de maio na abertura do MundoGEO#Connect 2018, especialistas estarão reunidos para debater estas tendências e desvendar os melhores caminhos para as empresas do setor continuarem a prover soluções para uma cadeia consumidora corporativa da análise geográfica cada vez mais ampla e exigente.

Veja a programação completa e confira como foi a última edição, que contou com mais de 3 mil participantes: