O IBGE disponibiliza no seu portal o documento “Especificações e Normas para Levantamentos Geodésicos Associados ao Sistema Geodésico Brasileiro” que visa a padronização de diferentes técnicas, métodos de coleta e processamento utilizados nos levantamentos geodésicos para fins de integração ao Sistema Geodésico Brasileiro (SGB), possibilitando assim, a compatibilidade e comparabilidade das informações geodésicas produzidas no âmbito nacional.

RBMC chega à marca de 100 de estações 237x300 Especificações e Normas para Levantamentos Geodésicos atualizadasEste documento foi elaborado a partir da revisão dos procedimentos das “Especificações e Normas Gerais para Levantamentos Geodésicos” publicado em 1983, através da Resolução nº 22 do Presidente do IBGE, de 21/07/1983 e da consolidação de outras normas publicadas posteriormente, contemplando os levantamentos estáticos com receptores GNSS com o uso Rede Brasileira de Monitoramento Contínuo dos Sistemas GNSS – RBMC.

Esta norma vem ao encontro de uma das missões institucionais do IBGE como gestor do Sistema Geodésico Brasileiro, que compreende o estabelecimento da rede geodésica fundamental definida no Decreto-Lei nº 243 de 28/02/1967, sendo motivada pela modernização das técnicas e métodos de posicionamento, principalmente devido à evolução no estado da arte dos equipamentos de aquisição de dados, tais como gravímetros, os níveis digitais e os associados ao GNSS. Outro fator importante na revisão destas especificações foi a experiência adquirida em vários anos de trabalho na implantação e evolução dos referenciais geodésicos, aliado ao dinamismo inerente a ciência geodésica.

Este documento encontra-se disponível no portal do IBGE e pode ser acessado através do seguinte link: https://www.ibge.gov.br/geociencias-novoportal/metodos-e-outros-documentos-de-referencia/normas/16463-especificacao-e-normas-gerais-para-levantamentos-geodesicos-em-territorio-brasileiro.html?=&t=acesso-ao-produto