Confira os requisitos para concorrer a estas vagas

vagas em floripa 300x199 Empresa tem 8 vagas abertas para projeto de 14 meses em FlorianópolisA Agrosatélite Geotecnologia Aplicada, empresa responsável por projetos reconhecidos internacionalmente, como o Canasat, Sistema de Monitoramento da Moratória da Soja e Análise Geoespacial da Dinâmica das Culturas Anuais no Bioma Cerrado, localizada em Florianópolis (SC), será responsável pela atualização das emissões de gases de efeito estufa (GEE) em decorrência das mudanças de uso e cobertura da terra, período de 2010-2016.

Este projeto terá duração de 14 meses e uma grande importância para o monitoramento das metas assumidas pelo Brasil de redução de emissões de GEE frente às mudanças climáticas.

A empresa está com oportunidades abertas para:

Analista de Geoprocessamento Junior (3 vagas)

Realiza a coleta e interpretação de informações geográficas, cadastrais e documentos; seleção e download de imagens de sensores orbitais; pré-processamento e processamento de imagens de sensores orbitais; processamento de dados cartográficos para elaboração de mapas; interpretação de imagens de sensores orbitais e elaboração de mapas temáticos. Inserção e atualização de dados em ambiente de BDG.

Atividades: Participar das reuniões de alinhamento de projetos; Interpretação de imagens de sensores orbitais de média resolução espacial (Landsat e Sentinel) para identificar classes temáticas de interesse; Interpretação de séries temporais de índices de vegetação; Repassar atividades para os estagiários e ter capacidade crítica de avaliar a qualidade do trabalho executado por eles; Participar de treinamento aos estagiários; Noções sobre implementação de banco de dados geográficos, integração de BDG com aplicativos de SIG e configurações de segurança de acesso e otimização de BDG.

Requisitos: Superior completo em Geografia, Agronomia ou Ciências da Terra e Ciências Agrárias afins; Conhecimento de SIG, Sensoriamento Remoto (sensores orbitais de resolução espacial média – Landsat e Sentinel) e Cartografia Básica; Conhecimento de ferramentas de edição vetorial em QGis; Noções de BDG; Boa capacidade de comunicação (escrita e falada) e relacionamento interpessoal; Inglês técnico; Mínimo de 2 anos de estágio na área e/ou 1 ano como Analista de Geoprocessamento.

Analista de Geoprocessamento Pleno (1 vaga)

Realiza a coleta e interpretação de informações geográficas, cadastrais e documentos; pré-processamento e processamento de imagens de sensores orbitais; processamento de dados cartográficos para elaboração de mapas; interpretação de imagens de sensores orbitais e elaboração de mapas temáticos. Elaboração de relatórios para o cliente. Inserção e atualização de dados em ambiente de BDG.

Atividades: Participar das reuniões de alinhamento de projetos; Interpretação de imagens de sensores orbitais de média resolução espacial (Landsat e Sentinel) para identificar classes temáticas de interesse; Interpretação de séries temporais de índices de vegetação; Conhecimento de ferramentas de edição vetorial em QGis; Repassar atividades para os estagiários e ter capacidade crítica de avaliar a qualidade do trabalho executado por eles; Participar de treinamento aos estagiários; Noções sobre implementação de banco de dados geográficos, integração de BDG com aplicativos de SIG e configurações de segurança de acesso e otimização de BDG; Avaliação de qualidade de mapas temáticos elaborados por estagiários e demais colaboradores; Propor soluções de SR e SIG para problemas complexos apresentados pelos clientes.

Requisitos: Superior completo em Geografia, Agronomia ou Ciências da Terra e Ciências Agrárias afins; Pós-Graduação em sensoriamento remoto, geoprocessamento ou áreas afins será um diferencial; Conhecimento de SIG, Sensoriamento Remoto (sensores orbitais de resolução espacial média – Landsat e Sentinel) e Cartografia Básica; Elevada capacidade de comunicação (escrita e falada) e relacionamento interpessoal; Noções de BDG; Inglês intermediário; Desejáveis cursos relacionados à liderança de equipe e gestão de projetos; 02 anos de estágio na área e/ou de 01 anos como Analista de Geoprocessamento Júnior; Desejável carta de recomendação.

Analista de Geoprocessamento Senior (1 vaga)

Realiza a coleta e interpretação de informações geográficas, cadastrais e documentos; pré-processamento e processamento de imagens de sensores orbitais; processamento de dados cartográficos para elaboração de mapas; interpretação de imagens de sensores orbitais e elaboração de mapas temáticos. Elaboração de relatórios para o cliente. Criação de BDG. Inserção e atualização de dados em ambiente de BDG.

Atividades: Participar das reuniões de alinhamento de projetos; Interpretação de imagens de sensores orbitais de média resolução espacial (Landsat e Sentinel) para identificar classes temáticas de interesse; Interpretação de séries temporais de índices de vegetação; Conhecimento de ferramentas de edição vetorial em QGis; Repassar atividades para os estagiários e ter capacidade crítica de avaliar a qualidade do trabalho executado por eles; Participar de treinamento aos estagiários; Implementação de banco de dados geográficos, integração de BDG com aplicativos de SIG e configurações de segurança de acesso e otimização de BDG; Avaliação de qualidade de mapas temáticos elaborados por estagiários e demais colaboradores; Propor soluções de SR e SIG para problemas complexos apresentados pelos clientes; Participar do desenvolvimento de rotinas computacionais de mapeamento. Conhecimento de estatística aplicada às geotecnologias; Atuar tecnicamente em projetos de grande porte, fazendo a interação técnica com cliente e demais setores da empresa.

Requisitos: Superior completo em Geografia, Agronomia ou Ciências da Terra e Ciências Agrárias afins; Desejável Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto, Cartografia, Gestão Territorial, Cadastro Técnico e ou áreas afins; Conhecimento de SIG, Sensoriamento Remoto (sensores orbitais de resolução espacial média – Landsat e Sentinel) e Cartografia Básica; Desejáveis cursos básicos/intermediários relacionados à liderança de equipe, gestão de pessoas e gestão de projetos; Elevada capacidade de comunicação (escrita e falada) e relacionamento interpessoal; Noções de linguagem de programação (Python e/ou R); Conhecimento de BDG; Inglês intermediário; 1 ano como analista pleno; Desejável carta de recomendação.

Analista de SIG Desenvolvedor (2 vagas)

Realiza a coleta e o processamento de informações geográficas, cadastrais e documentos; seleção e download de imagens de sensores orbitais; pré-processamento e processamento de imagens de sensores orbitais; processamento de dados cartográficos para elaboração de mapas; interpretação de imagens de sensores orbitais e elaboração de mapas temáticos. Elaboração de relatórios para o cliente. Criação e manutenção de banco de dados geográficos. Inserção e atualização de dados em ambiente de banco de dados geográficos.

Atividades: Participar das reuniões de alinhamento de projetos; Processamento de imagens de sensores orbitais de média resolução espacial (Landsat e Sentinel) para identificar classes temáticas de interesse; Processamento de séries temporais de índices de vegetação; Conhecimento de ferramentas de edição vetorial em QGis; Participar de treinamento aos estagiários; Implementação e consulta de banco de dados geográficos, integração de banco de dados geográficos com SIG e configurações de segurança de acesso e otimização de banco de dados geográficos; Elaboração de relatório técnico e apresentações interna e externa de atividades; Propor soluções de sensoriamento remoto e SIG para problemas complexos apresentados pelos clientes; Participar do desenvolvimento de rotinas computacionais para automação de processos de mapeamento com base nas imagens de sensoriamento remoto. Conhecimento de estatística aplicada às geotecnologias; Atuar tecnicamente em projetos de grande porte, fazendo a interação técnica com cliente e demais setores da empresa.

Requisitos: Superior completo em Sistemas de Informação, Ciências da Computação, Geografia, Agronomia ou Ciências da Terra e Ciências Agrárias afins; Conhecimento de SIG, Sensoriamento Remoto (sensores orbitais de resolução espacial média – Landsat e Sentinel) e Cartografia Básica; Elevada capacidade de comunicação (escrita e falada) e relacionamento interpessoal; Conhecimento da linguagem de programação Python; Conhecimento básico em estatística e no software R; Conhecimento de Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados Relacionais e linguagem SQL; Inglês intermediário.

Gerente Geral de Mapeamento/Projetos (1 vaga)

Gerência de projeto de mapeamento e de equipe. Responsável pela a articulação das atividades e cumprimento do cronograma. Recebe as demandas dos clientes externos e internos e transfere para a equipe, considerando os prazos e prioridades das demais atividades. Responsável pela articulação das equipes para cada projeto. Interage com a Diretoria de Operações fornecendo feedbacks frequentes da/para equipe do projeto.

Atividades: Coordena reuniões de alinhamento de projetos; Participar de reuniões com clientes internos e externos;
Frequente interação com o Diretor de Operações; Repassar atividades para os coordenadores e ter capacidade crítica de avaliar a qualidade do trabalho, tempo de execução, dificuldades encontradas e melhorias de processo; Gerenciar atividades e prazos, fazendo uso de ferramentas de gerenciamento de projetos; Gestão de conflitos; Propor/Participar de treinamento aos estagiários, trainees e outros colaboradores; Conhecer todas as etapas do projeto; Avaliação de qualidade dos produtos entregues pela equipe; Elaboração de relatório técnico, apresentações interna e externa de atividades; Propor soluções de SR e SIG para problemas complexos apresentados pelos clientes internos e externos.

Requisitos: Superior completo em Geografia, Agronomia ou Ciências da Terra e Ciências Agrárias afins; Pós-Graduação em Sensoriamento Remoto, Gestão de Projetos e/ou Gestão de Pessoas; Conhecimento de SIG, Sensoriamento Remoto (sensores orbitais de resolução espacial média – Landsat e Sentinel) e Cartografia Básica; Elevada capacidade de comunicação (escrita e falada) e relacionamento interpessoal; Inglês avançado; De 1 a 2 anos como de experiência no cargo ou 2 anos como Analista de Geoprocessamento Sênior; Desejável carta de recomendação.

Para todas as vagas a empresa oferece remuneração de acordo com o mercado, benefícios e auxílio mudança e moradia para candidatos fora da região de Florianópolis. Interessados devem encaminhar currículo atualizado, até dia 4 de maio, com pretensão salarial para: selecao.protalent@gmail.com com o titulo da vaga no assunto.

Geoinformação & Disrupção: Criando Novos Mercados

Como a cadeia produtiva da Geoinformação pode se adaptar às rápidas e constantes mudanças que estão ocorrendo e também buscar novos mercados?

Toda esta evolução digital está baseada em tecnologia móvel, a combinação de inteligência artificial e a observação da Terra, serviços automatizados de localização, big data e análises geográficas em tempo real.

No seminário Geoinformação & Disrupção, que vai acontecer no dia 15 de maio na abertura do MundoGEO#Connect 2018, especialistas estarão reunidos para debater estas tendências e desvendar os melhores caminhos para as empresas do setor continuarem a prover soluções para uma cadeia consumidora corporativa da análise geográfica cada vez mais ampla e exigente.

Veja a programação completa e confira como foi a última edição, que contou com mais de 3 mil participantes: