Nos últimos  tempos  venho pesquisando com alguns colegas  a INDE (Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais) e sua aplicação na gestão do território e  no ensino de Geografia.

Vou aproveitar este espaço para divulgar alguns resultados de trabalho em equipe.

No Brasil a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais – INDE foi instituída pelo Decreto Nº 6.666 de 27/11/2008, sendo definida como:

 ”conjunto integrado de tecnologias; políticas; mecanismos e procedimentos de coordenação e monitoramento; padrões e acordos, necessário para facilitar e ordenar a geração, o armazenamento, o acesso, o compartilhamento, a disseminação e o uso dos dados geoespaciais de origem federal, estadual, distrital e municipal.”

A INDE nasce com o propósito de integrar as informações geoespaciais tanto das  instituições do governo brasileiro,das empresas  produtoras e mantenedoras desse tipo de dado, de maneira que possam ser facilmente localizados, explorados e acessados para os mais diversos usos, por qualquer cliente que tenha acesso à Internet. Os dados geoespaciais serão catalogados através dos seus respectivos metadados, publicados pelos produtores/mantenedores dos mesmos. A disponibilização de dados, metadados e informações geoespaciais através de serviços na Internet, denominados Geo Serviços Web, é viabilizada pela utilização de protocolos internacionais, públicos, que permitem o acesso à informações geoespaciais de forma simples, ágil, completa e integrada, sem necessidade de conhecimento especializado.

No Brasil os órgãos responsáveis pela coordenação da INDE é a CONCAR (Comissão Nacional de Cartografia), IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e o Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão.

Até mais amigos blogueiros e navegantes…

share save 171 16 Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais e Cadastro   Parte I