A FIG (Federação Internacional de Agrimensores) define o Cadastro como: “um sistema de informações territoriais atualizadas e baseadas em parcelas, que contém um registro de interesses sobre a terra”.
O documento das diretrizes nacionais do cadastro territorial multifinalitário (CTM), define-o como um inventário territorial oficial e sistemático de um município e baseia-se no levantamento dos limites de cada parcela, que recebe uma identificação numérica inequívoca. A parcela cadastral é a menor unidade do cadastro, definido como uma parte contígua da superfície terrestre com regime jurídico único.
No País existe uma certa confusão entre os conceitos de Sistemas de Informações Geográficas ou Geoprocessamento Corporativo com Sistemas de Informações Territoriais.Um SIT (Sistema de Informações Territoriais) é destinado para informações e dados referentes as parcelas territoriais como: forma, localização, descrição legal, restrições de uso, proprietário do imóvel, valor de imposto territorial, valor do imóvel e outros. Já o SIG é responsável pela gestão territorial e inclui dados censitários, dados ambientais, rotas de transporte escolar, coleta de lixo, transporte coletivos e tantas outras informações. O SIT pode fazer parte de um SIG, como parte particular ou uma parte subsidiária,( McCormac, 2010).
Abaixo demonstração do funcionamento do SIT via WEB da Dirección General del Catastro da Espanha.

https://www1.sedecatastro.gob.es/OVCFrames.aspx?TIPO=CONSULTA

Até o próxima vídeo dica,
Blog GeoGrafando.
Leia mais sobre o assunto: Livro Topografia Autor: Jack McCormac Tradução: Prof.Dr. Daniel Carneiro da Silva

share save 171 16 Sistema de Informações Territoriais da Espanha