Qualquer interessado em obter detalhes do desmatamento na Amazônia pode acessar o site www.obt.inpe.br/prodes. A iniciativa do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) é inédita e visa democratizar as informações e permitir à sociedade um melhor entendimento do processo de ocupação regional. Segundo o chefe da Coordenação Geral de Observação da Terra (OBT), o pesquisador Gilberto Câmara, uma das grandes novidades deste site é mostrar com precisão o local do desmatamento e sua taxa de crescimento. O que antes não acontecia, pois os dados eram genéricos. "A pessoa pode pegar desde o mosaico de todo o Estado ou ir apenas para um município", comentou.

pag10 1 Inpe lança site completo sobre desmatamento da Amazônia
Gilberto Câmara, chefe da OBT

A iniciativa já está sendo considerada como um dos mais ousados trabalhos de divulgação técnico-científico sobre o desmatamento da Amazônia. O objetivo é criar novos acessos aos dados sobre as atividades na maior e mais estudada floresta de todo mundo. O site revela a nova metodologia utilizada no monitoramento da Amazônia Legal, principalmente no território denominado como Arco do Desflorestamento. O levantamento produzido pelo Inpe apresentará as áreas de degradação de maneira pontual. Desta maneira será revelado o Estado, a região e a localidade onde ocorre a derrubada da floresta e quais seus motivos. Entre as informações inéditas do site se encontra o alto nível de detalhes do desmatamento, que possibilitará análises mais completas sobre esse processo. Os dados chegam a ser pontuais, revelando aspectos como a localização específica das ações degradatórias, seja em municípios, áreas agrícolas e pecuárias, assentamentos populacionais, áreas indígenas e de extração de madeira, ou mesmo em locais de grande biodiversidade.