Câmara Técnica de Cartografia e Geoprocessamento do Estado é destaque nacional na administração de informações geográficas em órgãos públicos.

Um exemplo que irá certamente guiar os demais estados brasileiros frente à administração de serviços de cartografia e geoprocessamento nos órgãos públicos. A Câmara Técnica de Cartografia e Geoprocessamento do Paraná (CTCG) é certamente motivo de orgulho para o Estado.

pag38 1 O Paraná usa GEO
Reinhold Stephanes é presidente do Conselho de Cartografia do Estado do Paraná

Criada em 1990, a organização surgiu com a finalidade de estabelecer padrões para o ma-peamento da área urbana e rural utilizada pelos principais órgãos do Estado. Desde então não pára de crescer em referência no país inteiro.Segundo Maristela de Paula Muller, analista de desenvolvimento da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano (SEDU/Paranacidade), não há nada parecido à organização no Brasil. "Recentemente o governo de Belo Horizonte começou um processo de padronização como o nosso".

A CTCG atualmente é coordenada pelo SEDU/Paranacidade e pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA) e composta pelos seguintes órgãos e entidades estaduais: Secretaria de Estado da Educação (SEED); Secretaria de Estado do Planejamento e Coordenação Geral (SEPL); Secretaria de Es-tado da Agricultura e do Abastecimento (SEAB); Secretaria de Estado dos Transportes (SETR), Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI); Companhia Paranaense de Energia (COPEL); Companhia de Saneamento do Paraná (SANEPAR); Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (COMEC); Minerais do Paraná (MINEROPAR); Companhia de Informá-tica do Paraná (CELEPAR). Outras instituições participam das reuniões como convidadas, como, por exemplo, a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC).

pag38 2 O Paraná usa GEO
Integrantes da CTCG durante a primeira reunião de 2005

"O trabalho da Câmara Técnica consiste em avaliar, otimizar e disponibilizar para todos os órgãos do Estado as informações geográficas existentes e estudar as prioridades/necessi-dades de novas informações para as ações de Governo e no âmbito das instituições, como também zelar pelo sistema de informações integrado", conta a analista.

De acordo com Virginia Thereza Nalini, coorde-nadora CTCG e de Projetos do PARANACIDADE, "os principais benefícios deste procedimento é a redução de custos, a agilização dos processos e a diminuição das atividades burocráticas. A câmara possibilita aos órgãos obterem bases cartográficas para a realização de um determinado projeto através da celebração de convênios de cooperação técnica e termos de cessão de uso entre as instituições, com acesso facilitado a levantamentos concluídos ou/e em execução".

Os benefícios dessa integração para o Estado e Municípios estão permitindo realizar o gerenciamento agrícola/ambiental, planos de uso e ocupação do solo, planos diretores e regionais, planos de desenvolvimento rural, gerenciamento das redes de distribuição de água, coleta de esgoto sanitário, geração, transmissão e distribuição de energia.

Projetos importantes do Governo do Estado estão sendo favorecidos pelos trabalhos da CTCG, como por exemplo: Mapa do Crime da Secretaria de Estado da Segurança Pública, Matrículas Georreferenciadas da Secretaria de Estado da Educação – SEED, Zoneamento Ecológico Econômico da SEMA.

O Estado do Paraná já mapeou mais de 260 dos 399 municípios nas áreas urbanas. "Estes mapas foram obtidos através de aerofotogra-metria com escala de vôo 1:8.000 e restituição 1:2.000", afirma Virginia Nalini.

Segundo a coordenadora do CTCG, para o mapeamento de todo o Estado, o governo do Paraná está realizando licitação para a elaboração de Ortocartas-Imagem em meio digital, Mapa de Uso e Ocupação do Solo, Relatório de Pré-diagnósticos das Bacias Hidrográficas de Manacial de Abastecimento Público (BHMAP) e Atualização das Cartas Topográficas Planialti-métricas digitais do Mapeamento Sistemático na escala 1:50.000 do Estado do Paraná com suas áreas de divisa, em uma área total aproximada de 235.000 km2.

"A CTCG está na busca constante da excelência na área de Cartografia e Geoprocessamento, alavancando o desenvolvimento sócio/econômico do Estado do Paraná", conclui Virginia.

Informações na internet:
virginia@paranacidade.org.br

maninha@paranacidade.org.br