Saiba como usar alvos para aumentar a qualidade da união de cenas

Na edição anterior vimos que o levantamento com LS3D Estático é composto por cenas, e estas, através de pontos em comum, devem ser unidas para compor uma única nuvem de pontos. Chamamos de Registro o processo em escritório para a união de cenas. É no registro que analisamos a qualidade da medição executada em campo, pois são apresentados os desvios padrões dos erros após o ajustamento das cenas.

Para aumentar a qualidade no registro, nos pontos em comum ou nos pontos de referência utilizamos targets (alvos) que permitem medir o ponto com maior precisão. Estes targets podem ser de vários formatos, tamanhos e materiais.

Esféricos

Laser Scanner 3d O papel dos TargetsPermitem grande agilidade no posicionamento das cenas, pois podem ser medidos em direções totalmente opostas. Através dos pontos medidos na superfície esférica, é calculado o centro do target com grande precisão. Pode ser instalado sobre base nivelante, bastão ou base magnética. Não necessita seu direcionamento manualmente, pois qualquer posição da esfera será possível calcular o seu centro.

Planos

Planos O papel dos TargetsElemento plano onde o centro do target é identificado pelo contraste entre as cores impressas. Pode ser instalado sobre base nivelante, bastão ou base magnética. Pode ser articulado tanto na horizontal como na vertical, permitindo maior flexibilidade para o direcionamento ao equipamento, porém o direcionamento deve ser manual. Alguns modelos possuem o centro com um microprisma identificável pelo LS3D, chegando a precisão similar ao modelo esfera.

Adesivos

Adesivos O papel dos TargetsSimilar ao target plano, porém impresso numa folha normalmente adesiva para ser colada numa superfície plana e lisa. Tem a limitação de não possuir articulação após ser colado, impedindo que seja escaneado de cenas opostas ou com inclinação muito grande em relação ao LS3D.

No registro, o target tem somente dois estados: coordenado e não coordenado. Se ele é coordenado, servirá de referência para o ajuste da nuvem de pontos. Se ele é não coordenado, serve de amarração de uma cena com outra e portanto sofrerá ajuste juntamente com a nuvem de pontos.

Quando os pontos coordenados forem demarcados sobre o solo (piquetes, marcos, pinos, etc) será necessário utilizar base nivelante ou bastão na vertical para que o target esteja na projeção do ponto. Neste caso, devemos informar a altura do target, pois o registro é essencialmente tridimensional.

Para a amarração entre cenas, utiliza-se targets fixos temporariamente. Um target pode ser usado por várias cenas, onde somente então ele poderá ser removido. Para estes casos, os targets podem ser acoplados em bases magnéticas para fixação em elementos metálicos, mini-tripés para fixação no solo ou adesivados em superfícies planas. Sendo targets adesivos ou targets planos, mesmo que temporários, eles podem ainda ser medidos com estação total sem prisma para aumentar a qualidade do ajustamento e melhorar a precisão, diminuindo assim a quantidade de cenas no ajuste.

A quantidade mínima de targets para efetuar o registro entre uma cena com pontos de referência ou duas cenas entre si, são de dois targets quando o LS3D possui compensador angular e três targets quando não possui ou este está desabilitado. Porém, quanto mais targets melhor, pois permitem que façamos simulações incluindo e excluindo os targets que melhor contribuem para o ajustamento, reduzindo assim os erros entre cenas.

Com os targets bem distribuídos espacialmente, inclusive em altitudes, garantimos um registro consistente e de qualidade, que atenderá a precisão especificada pelo fabricante.


Rovane Marcos de França O papel dos Targets
Rovane Marcos de França

Professor de geodésia e georreferenciamento do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina (IFSC) e consultor da Vector Geo4D. Engenheiro civil, técnico em geomensura e Estradas. Experiência em levantamentos com laser scanner há três anos em várias aplicações, usando diversos softwares de processamento e modelagem de nuvem de pontos

rovane@vector.agr.br