Novo mapa do RJ tem alterações urbanas e inclui municípios vizinhos RJ tem novo mapa com alterações urbanas e municípios vizinhos O Rio de Janeiro (RJ) passa atualmente por um momento de repaginação, com intervenções de mobilidade urbana e o surgimento de novas localidades, a exemplo dos corredores BRT (Bus Rapid Transit) e dos programas habitacionais como Minha Casa Minha Vida, respectivamente.

E para documentar todas as mudanças ocorridas nos últimos anos na geografia do município, o Instituto Pereira Passos (IPP) atualizou o mapa da cidade, que já está à venda – 35 reais – na livraria do instituto e no Centro de Atendimento de Cartografia/CAC do Centro Administrativo São Sebastião. Em breve, o mapa será disponibilizado gratuitamente no Armazém de Dados da Prefeitura do Rio.

O trabalho realizado pelo instituto garantiu ao Rio de Janeiro uma posição de destaque durante a Conferência Internacional de Cartografia, realizada em agosto na cidade de Dresden, na Alemanha. A precisão das informações e a qualidade gráfica do mapa atraíram a atenção dos congressistas. Em 2015 (ano em que a cidade comemora seu 450º aniversário), será a vez de o Rio  receber o evento, que será realizado no Brasil pela primeira vez desde que foi criado, em 1962.

Produzido a partir de um sistema de cartografia digital de alta precisão, o Mapa 2013 inclui alterações urbanas (novos condomínios e loteamentos), projetos viários, o novo traçado do metrô e as trilhas mais importantes do Rio. O mapa também mostra com exatidão o posicionamento e as características da Ilha de Paquetá;  realça a profundidade do mar, através de tons degradê de azul; e inclui os municípios do entorno, como Niterói e Itaguaí.

O projeto, desde o levantamento de dados até a impressão, foi elaborado em um período de 12 meses, mas as informações já começaram a ser colhidas após a conclusão do mapeamento de 2007. Para a nova versão, as mudanças ocorridas na cidade deram ao mapa mais 10 centímetros em relação ao último. Isso fez com que o material precisasse ser enviado para os Estados Unidos para ser reproduzido, uma vez que o Brasil não dispõe de tecnologia para esse tipo de impressão.

O analista de projetos e arquiteto de informação do IPP, Denis Gahyva, apontou o que difere o Mapa 2013 do antigo (ao lado):

- No novo mapa é possível visualizar os novos condomínios, loteamentos, sub-bairros e demais modificações urbanas de impacto. Além disso, podemos visualizar indústrias importantes, como a Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), em Santa Cruz. No caso de Niterói, por exemplo, foi preciso fazer um levantamento da toponímia mais importante do município. Tudo para garantir uma representação exata de nossa cidade e dos municípios vizinhos.

Para garantir a excelência das informações, toda a base cartográfica e as imagens utilizadas para a elaboração do mapa basearam-se na escala 1/10.000, considerada tecnicamente de alta fidelidade à realidade. Foi realçado, com clareza, os acidentes geográficos da cidade (rios, canais, montanhas, etc.), e as intervenções humanas, como a abertura de ruas.

Um dos destaques fica por conta das vias da Transoeste, em funcionamento desde junho do ano passado, e dos trajetos da Transcarioca e da Transolímpica, ainda em construção. Observa-se ainda o novo traçado do Metrô, que atualmente se expande por diversos bairros da Zona Sul até chegar à Barra, e os novos shoppings.

Segundo o IPP, a utilização da base cartográfica na escala 1/10.000 significou um aprimoramento na representação das dimensões do território e do seu relevo. Destaca-se também a noção de profundidade da costa do município do Rio e da Baía de Guanabara, representadas pelos tons degradê de azul que indicam a maior ou menor distância entre o fundo e a superfície.

O Mapa 2013 está disponível para venda (R$ 35 reais) na Livraria do Instituto Pereira Passos (Rua Gago Coutinho, 52); no Centro de Atendimento de Cartografia/CAC, que fica no Centro Administrativo São Sebastião (Rua Afonso Cavalcanti, 455, Cidade Nova), sede da prefeitura. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 2976-2734 e pelo e-mail luis.mattos@iplanrio.rio.rj.gov.br .

Em breve, garante o IPP, o mapa estará disponível no Armazém de Dados, o portal  de informações geográficas e estatísticas da cidade, com levantamentos e registros administrativos, estudos, pesquisas e mapas. Estuda-se  também a possibilidade, juntamente com a Secretaria Municipal de Educação, de distribuição do mapa nas escolas da rede municipal de ensino.

Fonte: Ascom RJ


Aproveite a promoção e assine a revista MundoGEO! Assinando agora você ganha 50% de desconto e concorre a navegadores GPS da Garmin.