IDEConnect1 IDE#ConnectInfraestruturas de Dados Espaciais e Gerenciamento da Informação Geoespacial

GEO lança plano para 10 anos

O Grupo de Observação da Terra (GEO) teve aprovada por unanimidade a proposta de prosseguimento das atividades por mais dez anos. A decisão foi tomada durante sua 10ª Sessão Plenária e a 3ª Reunião Ministerial, em Genebra, de 15 a 17 de janeiro. O GEO é formado por 90 países, a Comissão Europeia e mais 77 organizações do mundo. O novo plano decenal contemplará ações que, até 2025, devem auxiliar políticas públicas nas áreas de agricultura, biodiversidade, clima, desastres, ecossistemas, energia, saúde e água.

O Brasil foi um dos primeiros participantes do GEO e o primeiro a liberar dados orbitais de média resolução.

Info http://earthobservations.org


Prêmio GeoSUR

Como parte da 20ª Assembleia Geral do Instituto Panamericano de Geografia e História (IPGH), foi realizado o VI Encontro do Programa GeoSUR e a entrega do Prêmio GeoSUR, que reconhece anualmente projetos e iniciativas inovadoras na aplicação de dados geoespaciais no desenvolvimento de geosserviços na América Latina e no Caribe. Em 2013 o Prêmio foi entregue ao projeto “Terra-i”, pela criação do primeiro sistema de monitoramento da diminuição de habitats na região, apresentado pelo Centro Internacional de Agricultura Tropical (Ciat), da Colômbia.

Info www.geosur.info


Governo vai abrir registro de preços

O Ministério do Planejamento (MP) vai abrir consulta pública, em breve, para aquisição de produtos de sensoriamento remoto, entre eles imagens de satélite. Isso permitirá, além de padronização das especificações de bens e serviços, mais transparência e economia de recursos públicos nas compras de um dos insumos fundamentais para a execução de políticas públicas que utilizam dados geoespaciais. A proposta de comprar imagens de satélite pelo Registro de Preços permitirá atender ao conjunto dos órgãos, evitando pulverização e compras em duplicidade. O entendimento é o de que fazer uma grande compra, em vez de compras individualizadas, vai propiciar economia e mais transparência, pois passa a ter o acompanhamento dos órgãos de controle, das empresas participantes e da sociedade. A expectativa é que o edital seja lançado durante o primeiro semestre de 2014. Hoje, 11 órgãos federais já estão integrados à Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais (Inde), mas existem mais de 30 em processo de adesão.

Info www.inde.gov.br