A Secretaria do Meio Ambiente (SMA) de São Paulo apresentou o Projeto DataGeo, que tem o objetivo de estruturar, organizar e disponibilizar as bases de informações ambientais e territoriais do Sistema Ambiental Paulista por meio da construção de uma Infraestrutura de Dados Espaciais Ambientais (IDEA-SP). O secretário Rubens Rizek participou do lançamento da plataforma de trabalho.IDEA SP Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo lança projeto DataGeo

A IDEA-SP viabiliza a disponibilização de uma Base de Informação Territorial Ambiental padronizada e qualificada para apoiar as ações de Licenciamento, fiscalização, planejamento e gestão em suas análises e tomadas de decisão. A rede de informação pode ser acessada via internet.

A ideia de implantar uma IDE em uma instituição pública é para aliar a flexibilidade e o alto nível de interoperabilidade dos dados e sistemas que a compõem, com a segurança necessária no acesso às informações de uso exclusivo do órgão público. De olho nesta mudança de paradigma no uso de informações territoriais e ambientais, a SMA está construindo a primeira IDE temática voltada para as questões Ambientais.

Dessa forma, a IDEA-SP viabiliza a utilização de recursos tecnológicos de ponta permitindo a estruturação e disponibilização de uma Base de Informação Territorial Ambiental padronizada e qualificada para apoiar as ações de Licenciamento, fiscalização, planejamento e gestão em suas análises e tomadas de decisão.

A IDEA-SP é composta de um Geoportal DataGEO, a porta de acesso a Base de Informação Territorial Ambiental, um Catálogo de Metadados para pesquisar a informação desejada e um visualizador, tudo isso acessível via WEB.

Esta nova visão de organização de dados espaciais está relacionada ao princípio de transparência, colaboração e compartilhamento.

Esta iniciativa é resultado do Convênio DER/SMA/SPDR para a execução do Projeto apoio a modernização do Sistema Ambiental Paulista da Componente Ambiental do Projeto Rodovias Vicinais no Estado São Paulo financiado com recursos do Banco Mundial.

O início

O projeto teve início em fevereiro de 2013. Foram planejados cinco ciclos ao longo dos vinte e quatro meses de implantação da ferramenta. Nesses ciclos, além do desenvolvimento da parte tecnológica, serão identificados, documentados, tratados e armazenados os dados indicados pelas instituições da SMA para compor a Infraestrutura de Dados Espaciais Ambientais do Estado de São Paulo – IDEA-SP.

Em Setembro desse ano foi finalizado o Ciclo 3 e o núcleo da infraestrutura tecnológica que está maduro para ser disponibilizado a público pelo endereço: http://datageo.ambiente.sp.gov.br

Fonte: Governo do Estado de São Paulo