Pesquisadores brasileiros e japoneses discutem novos modelos de monitoramento e transmissão de alertas sobre deslizamentos

slide4 teresopolis 300x225 Pesquisadores discutem novos modelos de monitoramento de deslizamentos de massaCom o objetivo de avaliar o Manual de Monitoramento e Alertas e o novo Protocolo de Transmissão de Alertas, nos próximos dias 23 e 24 de fevereiro, será realizada a 8ª Reunião Técnica sobre Previsão e Alerta de Desastres de Sedimentos, no Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, no Auditório do Parque Tecnológico, em São José dos Campos (SP).

Os documentos elaborados sobre monitoramento e alertas são o resultado dos trabalhos de pesquisa em campo, reuniões técnicas, discussões e intercâmbio de experiências entre pesquisadores brasileiros e japoneses, junto aos especialistas de Defesas Civis Municipais, dentro do Projeto de Fortalecimento da Estratégia Nacional de Gestão Integrada em Desastres Naturais (Gides).

O Projeto Gides faz parte do Termo de Cooperação entre Brasil e Japão, firmado em julho de 2013. Todas as metodologias e procedimentos discutidos têm como bases a experiência japonesa aplicada nos municípios de Nova Friburgo e Petrópolis (RJ) e de Blumenau (SC), cidades pilotos integrantes do projeto. O objetivo é sistematizar e aprimorar as emissões de alertas de risco de deslizamentos, com um planejamento de regras e ações junto às comunidades vulneráveis a riscos de desastres naturais, e, posteriormente, serem aplicadas nas áreas de risco dos municípios monitorados, em todo o território nacional.

A abertura do evento, às 8h30, no próximo dia 23, será feita pelo diretor do Cemaden, Osvaldo Moraes e a previsão do encerramento dos trabalhos no dia 24 às 12 horas. Na programação da 8ª Reunião Técnica do Gides, além das apresentações dos pesquisadores e dos tecnologistas (operadores) da Sala de Operação do Cemaden/MCTI, estarão abordando os temas os especialistas do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério da Integração e representantes das Defesas Civis Estaduais e Municipais, da região serrana do Rio de Janeiro e de Santa Catarina.

Acordo entre Brasil e Japão e intercâmbios científicos

O intercâmbio entre Brasil e Japão faz parte do Projeto de Fortalecimento da Estratégia Nacional de Gestão Integrada de Riscos em Desastres Naturais. O projeto visa melhorar a capacidade brasileira de avaliar e reduzir riscos, aperfeiçoando o monitoramento, além de conduzir e organizar a pesquisa e desenvolvimento (P&D) sobre desastres naturais.

O Termo de Cooperação entre os dois países foi firmado em 2013, envolvendo as Agências Brasileira de Cooperação (ABC) e a de Cooperação Internacional do Japão (Jica), os Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (por meio do Cemaden), das Cidades, da Integração Nacional e das Minas e Energia do Brasil, para o fortalecimento da capacidade brasileira na gestão de riscos de desastres naturais.(Fonte :Assessoria de Comunicação do Cemaden – Maria Rosário Orquiza – e-mail: assessoriadeimprensa@cemaden.gov.br – tel (12) 3205-0215