Software livre desenvolvido por um brasileiro é destaque no evento

Thierry JEAN na frente to cartaz do evento Comunidade latinoamericana do OpenStreetMap reúne se na Argentina

Thierry Jean na frente do cartaz do evento

A comunidade OpenStreetMap da America Latina esteve reunida em Buenos Aires, na Argentina, para seu evento State Of The Map LATAM 2018, que aconteceu de 24 a 25 de setembro.

Uma delegação de brasileiros participou do evento, entre eles Wille Marcel, que apresentou o softWare OSMcha, que ele desenvolveu voluntariamente, inicialmente para monitorar a qualidade das edições feitas nas áreas de interesse.

Este software livre começou a ser utilizado por muitos grandes usuários da comunidade OSM no mundo, como Facebook, Apple e Microsoft, ao ponto que o Mapbox propôs a ele ser patrocinado para desenvolver a solução. “Nada mal começar um projeto voluntário que se transforma num emprego remunerado em dólar”, comenta Thierry Jean, um dos representantes da comunidade brasileira do OSM presente no evento. “É um orgulho para nós, brasileiros, que esta solução tupiniquim seja utilizada mundialmente”, conclui.

Alban Vivert de Bicicleta Comunidade latinoamericana do OpenStreetMap reúne se na Argentina

Alban Vivert de Bicicleta

Muitas apresentações interessantes estão acontecendo, como a do peruano Rubén Lopes Mendoza, da empresa Development Seed (USA). Eles desenvolveram uma tecnologia para detectar automaticamente e mapear redes elétricas a escala de um país inteiro. Frequentemente estes dados não são disponíveis num lugar só e são importantes para diversos tipos de estudos e projeções. O Machine learning multiplica por 33 a velocidade de um mapeador. Para o Paquistão, por exemplo, a rede elétrica foi mapeada em seis semanas em vez de 3,5 anos.

Alban Vivert, um geógrafo francês de 29 anos, acaba de realizar um projeto de viagem de bicicleta de 5 mil quilômetros pelos Andes, focado em conhecer as comunidades de colaboradores voluntários do OpenStreetMap e em mapear seu percurso.

Muitas apresentações interessantes mostraram ferramentas para levantamento em campo com fotografias (Mapillary), impressão de mapas, metodologia de mapeamento de comunidades, entre vários outros temas. Após votação, a comunidade decidiu que o Paraguai organizará o State Of The Map LATAM em 2019.

Com informações e imagens de Thierry Jean

osmcha 600x337 Comunidade latinoamericana do OpenStreetMap reúne se na Argentina