Feira tem entrada gratuita com apresentação de novidades de algumas das principais empresas do setor de drones

feira droneshow plus 400x261 DroneShow Plus tem início com mostra e cursos em São PauloComeçou na última terça-feira (6/11), em São Paulo, a DroneShow Plus – evento que reúne o 6º Fórum Empresarial de Drones, além de 5 cursos básicos, 5 avançados e uma Mostra de Tecnologia com a presença de empresas com soluções de drones e tecnologia embarcada.

A feira, que é promovida pela MundoGEO, vai até o dia 8 de novembro, no Hotel Travel Inn (Rua Borges Lagoa, 1179). A entrada da mostra é livre, os interessados podem realizar o registro antecipadamente através da página do evento ou presencialmente no local. Já para os cursos e o fórum é preciso fazer a inscrição.

Os cursos apresentados no primeiro dia foram os de Mapeamento e Agricultura com Drones. O evento segue nesta quarta com o curso de processamento de imagens e o fórum empresarial, enquanto na quinta será a vez dos cursos de topografia e inspeções.

Dentre as novidades apresentadas na Mostra estão os equipamentos da marca francesa Parrot, com um drone multiuso de fácil transporte, que fornece uma visão geral e é capaz de captar imagens convencionais e térmicas e de alta resolução. E o drone para delivery de medicamentos da SMX Systems, com tecnologia brasileira capaz de fazer entregas em áreas remotas e de difícil acesso.

Veja algumas das novidades que estão na DroneShow Plus:

A Santiago & Cintra Geo-tecnologias traz para o Drone Show Plus, em primeira mão, o Parrot Bebop-Pro Thermal. O drone multiuso de fácil transporte, que fornece uma visão geral e é capaz de captar imagens convencionais e térmicas e de alta resolução. Além do Parrot Bluegrass, o primeiro multirotor Parrot especialmente projetado para agricultura, não só pela praticidade e eficiência na operação, mas também por adquirir imagens multiespectrais com o sensor Parrot Sequoia. Com 2 câmeras embutidas, uma câmera de vídeo e um sensor multiespectral, captura 4 bandas espectrais em luz visível e infravermelha próximo e rededge, que permite gerar índices para análises agronômicas. E por último, o eBee X um drone de asa fixa ideal para mapeamentos. É especialmente projetado para aumentar a qualidade, eficiência e segurança da coleta de dados de projetos profissionais geoespaciais. É adaptado para receber diferentes tipos de câmeras para todos os trabalhos de mapeamento e precisão.  Os modelos chegam ao Brasil custando entre R$ 12 e 40 mil reais.

A empresa Bons Voos participa do evento com o seu VANT 200 PRO. A aeronave é destinada para quem necessita de levantamento aerofotográfico para trabalhos topográfico, cartográficos, medições em modelos ortogonais, georeferenciados GIS ou para monitoramento de culturas agrícolas (câmera Nir), onde o sistema de voo automatizado e o processo de fotogrametria é indicado por seu baixo custo, maior nitidez e precisão comparado com os métodos tradicionais. Com até 40km de alcance, 2 câmeras simultâneas, o novo modelo VANT 200 pode cobrir mais de 1.000ha, em até 90 minutos de autonomia operacional.

Um dos grandes destaques da feira será a SMX Systems que desenvolveu um drone para delivery de medicamentos. O drone utilizado é o SMX-DLV1, que sobrevoa uma rota de 500 metros com velocidade máxima de até 32 km/h. A altitude deve ser de 15 metros. Para fazer a entrega o aparelho tem um software instalado para receber as coordenadas de origem e destino do delivery. Em agosto deste ano, a SMX System em parceria com a Prefeitura Municipal de Rifaina – SP, realizou com sucesso, a primeira entrega usando drone no Brasil após a regulamentação do setor, desde maio de 2017. Os testes foram realizados com kits e brindes fornecidos por uma rede de farmácias local e de forma gratuita para serem entregues, com objetivo de melhorar a experiência das pessoas que vivem em propriedades do outro lado do rio.

A feira também traz além dos aparelhos novas tecnologias e programas. A Horus Aeronaves, por exemplo, apresenta a Mappa, uma plataforma de processamento de imagens em nuvem, com algoritmos inteligentes e análises agronômicas, que podem ser acessados no computador, tablet ou smartphone.

A AgroData – Soluções Inteligentes, que importa, comercializa e desenvolve produtos e serviços para o setor agropecuário, irá expor seus receptores GNSS Arrow 100 e Arrow Gold, da EOS – Positioning Systems, que tem como objetivo corrigir os sinais de satélite para otimizar a precisão e acurácia então coletar informações de coordenadas e então aplicar em diversas áreas, como na agricultura, redes de distribuição elétrica, construção civil e também na área florestal e ambiental. A grande novidade é o Arrow Gold, que oferece uma precisão subcentimétrica, também suporta além das bandas de satélite L1 e L2, a banda L5. O produto também conta com a tecnologia SafeRTK®, quando o seu receptor perde a conexão RTK, por qualquer motivo, o SafeRTK® assume o controle.

A mostra conta também com o pré-lançamento da nova plataforma online para processamento de imagens aéreas, da Vantum, uma startup de base tecnológica sediada no Parque Tecnológico de Pelotas. A solução é versátil e atende diversas aplicação tanto para o meio rural quanto urbano, com a possibilidade de visualização, compartilhamento e análise de mapas em 2D e 3D e índices vegetativos. A Vantum também possui um valor de mercado acessível e todos os menus em português, o que melhora a relação com o cliente e na utilização do programa.

Fonte: DroneShow