Casos não enquadrados nos regimes de prioridade terão tramitação normal de acordo com a ordem cronológica de protocolo

Foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (9/1) a Portaria Nº 26, de 7 de janeiro de 2019, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento / Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que determina que os processos para inclusão de imóveis rurais ou atualização cadastral junto ao Sistema Nacional de Cadastro Rural (SNCR) sejam analisados em regime de prioridade.

Segundo o informe de Francisco José Nascimento, Presidente Substituto do Incra, a priorização é necessária devido ao intenso volume de trabalho de análise de cadastro de imóvel rural, com cerca de 500 mil pedidos de atualizações cadastrais/ano junto ao SNCR, frente ao quadro reduzido de servidores da autarquia com atuação na área de cadastro rural;

Ainda, segunto a Portaria, todo o trabalho tem por finalidade a emissão do Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR), documento emitido pelo Incra que comprova o cadastramento do imóvel rural junto à autarquia e, é indispensável para transferir, arrendar, hipotecar, desmembrar, partilhar (divórcio ou herança) e obter financiamento bancário.

O grande volume de trabalho poderá ocasionar um prazo excessivo para a entrega do CCIR, podendo ocasionar aos detentores de imóveis rurais a qualquer título prejuízos por estarem impedidos de contratar financiamento junto as instituições financeiras, vender ou prometer venda, comprar imóvel rural, dentre outras situações, impede a livre circulação e geração de receita, bem como veda a livre disposição do patrimônio particular, obstando também o direito constitucional à livre iniciativa.

Desta forma, segundo a Portaria, o Incra resolve que, objetivando preservar os direitos dos interessados, evitando-se prejuízos aos mesmos, o Presidente do Incra determina que os processos, que tem como objeto a inclusão de imóveis rurais ou atualização cadastral junto ao SNCR, sejam analisados em regime de prioridade.

prioridade de processos do incra 300x199 Incra anuncia regime de prioridade para análises de processosA priorização será aplicada para os seguintes casos:

• Processos cujos proprietários (pessoa física) estejam amparados pela Lei 10.741, de 01 de outubro de 2003 (Estatuto do Idoso) ou legislação equivalente, que apresentem requerimento, devidamente acompanhado de documentação que comprove a idade do interessado;

• Processos cujos proprietários (pessoa física) sejam portadora de deficiência física e/ou mental, apresentem requerimento solicitando o benefício, acompanhado de cópia de Laudo ou declaração Médica, atestando e especificando a sua condição;

• Processos cujos proprietários (pessoa física) sejam portadora de patologia grave, apresentem requerimento solicitando o benefício, acompanhado de cópia de Laudo ou declaração Médica, atestando a existência da patologia;

• Processos cujos proprietários (pessoas físicas ou jurídicas) apresentem requerimento, solicitando análise em regime de prioridade para os casos de financiamento bancário (custeio ou investimento). Nesses casos, o requerimento do interessado deverá estar acompanhado de declaração da instituição bancária, comprovando a existência de operação de financiamento, pendente de aprovação pela não apresentação do CCIR atualizado do imóvel;

• Processos cujos proprietários (pessoas físicas ou jurídicas) apresentem requerimento, solicitando análise em regime de prioridade para os casos de alienação do imóvel. Nesses casos, o requerimento do interessado deverá estar acompanhado de Nota de Devolução ou Requerimento do Cartório de Registro de Imóveis ou de Notas (Responsável pela confecção da Escritura correspondente) atestando a existência de transação imobiliária pendente de concretização pela pela não apresentação do CCIR atualizado do imóvel.

Os casos de atualização/inclusão, não enquadrados nos regimes de prioridade descritos anteriormente, terão tramitação normal, de acordo com a ordem cronológica de protocolo, gerenciada junto ao Sistema Eletrônico de Informações (SEI).

Geo e Drones na Indústria 4.0

Você já pode marcar na sua agenda: de 25 a 27 de junho acontecem em São Paulo (SP) os eventos MundoGEO Connect e DroneShow 2019, os maiores da América Latina e entre os cinco maiores do mundo no setor. Alinhados às tendências globais e com foco na realidade regional, o tema geral do MundoGEO Connect e DroneShow em 2019 será “Drones e Geotecnologia na Indústria 4.0”.

Instagram Imagem Post B2 300x300 Incra anuncia regime de prioridade para análises de processosOs conteúdos dos cursos, palestras e debates estão sendo formatados por um time de 32 curadores para atender as demandas de empresas, profissionais e usuários principalmente nos setores de Agricultura, Cidades Inteligentes, Governança Digital, Infraestrutura, Meio Ambiente, Recursos Naturais, Segurança e Defesa.

Dentre as tecnologias disruptivas que estarão em destaque, estão Big Data, Inteligência Artificial / Machine Learning, Internet das Coisas, Realidade Virtual e Aumentada, BIM, Tecnologia Autônoma, entre outras, tudo isso cada vez mais integrado às Geotecnologias (Mapeamento, Cadastro, Imagens de Satélites, Inteligência Geográfica, GIS).

Os sites do MundoGEO Connect e DroneShow 2019 apresentam o time de curadores que está ajudando a desenhar de forma inovadora os conteúdos dos eventos. Ainda este ano será divulgado o formato e prazos para submissão de trabalhos, as formas de participação de startups e a lista completa de cursos inéditos e atividades paralelas da feira. Confira um resumo de como foi a última edição:

Imagem: Pixabay