Conheci um trabalho de pesquisa que vem dando literalmente uma mãozinha para o meio ambiente, que se chama HAND (Height Above the Nearest Drainage). O projeto já deu frutos para a criação do Parque Nacional  Altos da Mantiqueira situado em 11 Municípios e contido nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Foi desenvolvido um estudo para um mapa de risco no HAND, que possibilitou o entendimento muito mais simplificado dos benefícios da criação da unidade de conservação.

 São inumeras as aplicações que podem ser empregadas na geração de mapas para plano diretor, por exemplo, as APP’s (Áreas de Preservação Permanente) nos mapeamentos atuais, levam em conta a distância Euclidiana abordadas nos SIG’s (Sistemas de Informação Geográfica), a qual, para este propósito, desconsidera a largura do curso de água. Neste caso, através de um mapeamento HAND, pode-se determinar estas áreas de acordo com a sua hidrografia, conforme o Código Florestal Brasileiro.

Outra aplicação relevante deu-se no mapeamento das zonas de risco para o projeto chamado MEGACIDADES, no qual forneceu com precisão áreas que ocorrem deslizamentos e enchentes para as cidades do Rio de Janeiro e em São Paulo. Este mapeamento pode ser aplicado para quaisquer outras localidade que disponibilizem dados topográficos (DEM – Digital Elevation Model).

As aplicações deste descritor de terrenos conseguem reproduzir resultados que envolvem Hidrografia, Pedologia, Geologia, (dentre outras variáveis ambientais) que são revelados em um único mapeamento. Ele envolve princípios fundamentais, normalizando as alturas (cotas – z) em relação à hidrografia mais próxima, permitindo que sejam comparáveis terrenos de fundos de vale e de altitude, por exemplo.

Conheci a ferramenta HAND através da Grasiela Oliveira Rodrigues, Engenheira Ambiental pesquisadora no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE. Também faz parte diretamente da equipe o Cientista da Computação André Silveira. Ambos estão sob coordenação do Professor/Pesquisador do Centro de Ciências do Sistema Terrestre (CCST/INPE) Antonio Donato Nobre.

Para saber+:

National Geographic Brasil.
http://viajeaqui.abril.com.br/national-geographic/noticias/228378_noticias.shtml?MA

INPE
http://www.inpe.br/

var wljs_path = “http://ping.worldlogger.com/worldlogger.js”;

document.write(unescape(“%3Cscript src='”+wljs_path+”' type='text/javascript'%3E%3C/script%3E”));
document.write(unescape(“%3Cscript%3Etry { var wl = new wl_WorldLogger('99c1b31cc5a5d67281b834e7d517f3c1ace2d9d3', {'ping_location':'http://ping.worldlogger.com/ping'}); } catch(e) { if(console) console.warn(e);}%3C/script%3E”));

share save 171 16 HAND   AQUELA MÃO QUE FALTAVA