Está virando novela a criação do novo órgão para a regularização fundiária da Amazônia Legal. Era para sair na semana passada a medida provisória que criaria uma diretoria especial no MInistério do Desenvolvimento Agrário, que ficaria responsável pelas ações, mas a decisão foi adiada.

O projeto é ambicioso, de organizar a bagunça que é o registro de terras na região amazônica. O foco será a regularização de pequenas propriedades, de até 1,5 mil hectares.

Caso não seja fogo de palha, este será o maior processo de regularização fundiária já implantado no país.

 

share save 171 16 Vai não vai