GeoWeb | GeoDrops

GeoDrops

Proposta na mesa da ICA: Comissão de Neocartografia

Por Eduardo Freitas | 15h08, 14 de Abril de 2011

A criação de uma comissão específica sobre a polêmica “neogeografia” está nas mãos da Associação Internacional de Cartografia (ICA, na sigla em inglês).

O objetivo é colocar em sintonia os cartógrafos “tradicionais” com as atuais tecnologias de mapeamento na web, como portais de mapas online, redes sociais e games baseados localização, geocolaboração em tempo real, entre outros assuntos que são triviais para quem faz parte da geração Z.

Este próprio termo “neogeografia” ou “neocartografia” já foi assunto para debates acalorados, seja em blogs e listas de discussão ou em eventos presenciais, como o seminário Geoweb & GPS, em abril de 2009, no qual o tema “mashups, neogeografia e mapeamento colaborativo” literalmente “causou” (podcast aqui, em mp3).

neocartografia Proposta na mesa da ICA: Comissão de NeocartografiaQualquer um pode contribuir na proposta da ICA, nas categorias member, contributor, observer e supporter. Submetido por Steve Chilton (Universidade Middlesex), o documento já conta com alguns nomes de peso, como Mike Goodchild (Universidade de Santa Barbara) e Ed Parsons (Google). O próximo passo será a aprovação na conferência da ICA que acontecerá em julho na França.

Um pouco antes disso, no dia 14 de junho, acontece durante o MundoGEO#Connect em São Paulo o Seminário Geolocalização & Negócios com o tema “conheça as novas aplicações e modelos de negócios que integram análise geográfica e serviços baseados em localização”. Será uma oportunidade única para conhecer mais sobre este amplo mercado dos Serviços Baseados em Localização (LBS), com a presença de especialistas que vão debater as oportunidades e novos modelos de negócios desse setor.

E você, o que acha desta tal “neogeografia”?

share save 171 16 Proposta na mesa da ICA: Comissão de Neocartografia

Revolução Geoespacial – Episódio II

Por Eduardo Freitas | 10h42, 08 de Novembro de 2010

O segundo episódio da série Geospatial Revolution foi lançado semana passada. Relax and enjoy!

Próximo episódio somente em 1º de março de 2011.

share save 171 16 Revolução Geoespacial   Episódio II

Mapas online na mira do governo chinês

Por MundoGEO | 16h44, 25 de Maio de 2010

 

Não bastasse a pendenga com o Google, agora a China mira em todo tipo de mapa online. O governo anunciou recentemente que vai implementar novas regras para mapas na web, com o objetivo de proteger informações estratégicas, como a localização de bases militares, por exemplo.

O que é mais surpreendente é a pena: de sete a dez anos de prisão. Isso se o "neogeógrafo pirata" não mostrar algum quartel chinês, o que poderia levá-lo á pena de morte com o pagamento da bala pela família do pobre analista de geoprocessamento.

Segundo Song Chaozhi, diretor do Departamento de Cartografia e Mapeamento da China, já está em curso uma investigação para detectar sites com mapas "problemáticos". De acordo com as novas normas, servidores de mapas não deverão manter registros de dados geoespaciais – em qualquer formato – dos últimos três anos. A nova regulação inclui todos os mapas baixados ou copiados da internet em telefones celulares ou computadores de mão. Até dezembro, a intenção do governo chinês é desabilitar sites ilegais ou não-registrados, além de publicar e divulgar uma "lista negra" para a população.

Parece ser um pouco tarde para isso, devido ao volume de informação que já se encontra disponível em computadores pessoais e que pode ser disponibilizado na internet por qualquer um. Estima-se que a China tenha 42 mil sites com mapas e o número cresce exponencialchinesmente. Em 2009, pelo menos 3,7 mil foram considerados "ilegais" e 200 foram fechados.

Afinal, o que a China quer esconder?

share save 171 16 Mapas online na mira do governo chinês

O ano em que os dados abertos se tornaram globais

Por MundoGEO | 11h27, 19 de Maio de 2010

 

Ótimo vídeo (em inglês) do hiperativo Tim Berners-Lee, líder do World Wide Web Consortium, sobre dados livres – mais particularmente, dados geoespaciais abertos. O exemplo do Haiti é impressionante.

 

 

A palestra – super ágil, com pouco mais de cinco minutos mas com muita informação condensada – foi apresentada no TED University em 10 de fevereiro de 2010, ou seja, aproximadamente um mês após o terremoto em Porto Príncipe, quando a cidade já estava quase completamente mapeada.

share save 171 16 O ano em que os dados abertos se tornaram globais

Esri lança desafio de mashups

Por MundoGEO | 16h30, 25 de Janeiro de 2010

 

A Esri está recebendo inscrições para um desafio de mashups (Esri 2010 Mashup Challenge), no qual pode-se enviar qualquer aplicação usando o ArcGIS Online e APIs de web mapping.

Qualquer pessoa pode se inscrever, e os ganhadores serão avaliados segundo a originalidade, criatividade e processo analítico do mashup.

Os prêmios (em dinheiro, bufunfa, tutu) são atrativos:
Primeiro colocado: 10 mil dólares
Segundo: 5 mil
Terceiro e quarto: 2,5 mil cada

Os passos para participar são os seguintes:
1 – Construa um mashup usando o ArcGIS Online e as APIs de web mapping da Esri
2 – Faça um vídeo de sua aplicação e publique-o no YouTube
2 – Inscreva seu mashup no concurso

O prazo para inscrições termina dia 5 de março de 2010, então é melhor correr.
 

share save 171 16 Esri lança desafio de mashups

Dica de Blog: Mapas Interativos

Por MundoGEO | 13h42, 20 de Janeiro de 2010

O blog Mapas Interativos reúne uma coleção de mapas na web brasileiros feitos com software livre. Os mapas são classificados segundo tags, que dão uma ideia sobre o mapa: F – framework utilizado; S – o que roda no servidor; I – tipo de Instituição (federal, estadual, municipal, ONG ou privada); R – região de abrangência; e T – temática.

Criado por Edmar Moretti, o espaço é reservado para a divulgação das iniciativas brasileiras de criação de mapas interativos que utilizam softwares livres.

share save 171 16 Dica de Blog: Mapas Interativos

OpenStreetMap Animado

Por MundoGEO | 18h45, 26 de Agosto de 2009

Encontrei este vídeo no Cartoblog, com uma animação sobre as atualizações no OpenStreetMap em 2008.

OSM 2008: A Year of Edits from ItoWorld on Vimeo.

 O OpenStreetMap é um projeto colaborativo que tem o ambicioso objetivo de criar um mapa livre e editável do mundo, inspirado por sites como a Wikipedia.

Os mapas são criados pelos próprios usuários, através de dados de receptores GPS portatéis, fotografias aéreas e outras fontes livres. Tanto as imagens obtidas por processamento dos dados e os dados estão disponíveis sob uma licença Creative Commons.

Fonte do vídeo: itoworld

share save 171 16 OpenStreetMap Animado

Geoprocessamento …

Por MundoGEO | 17h48, 21 de Agosto de 2009

 Comentários ?

share save 171 16 Geoprocessamento ...

Bombeiros usam Twitter durante terremoto em Los Angeles

Por MundoGEO | 11h32, 19 de Maio de 2009

Durante o tremor de terra que atingiu a cidade de Los Angeles, no domingo passado (17), o Twitter serviu como ferramenta para o Corpo de Bombeiros se comunicar com a população. No total, foram seis postagens com informações referentes ao terremoto.

De acordo com informações do TwitterCounter, durante o dia do tremor mais de cem novos followers passaram a seguir o Twitter do Corpo de Bombeiros de Los Angeles. Em média, são 19 novos cadastros por dia.

Fonte: Comunique-se

Acompanhe o blog GeoDrops no Twitter.

share save 171 16 Bombeiros usam Twitter durante terremoto em Los Angeles

Voltamos à programação normal

Por MundoGEO | 12h16, 22 de Abril de 2009

 

Depois da correria da semana passada, para a realização do Seminário GEOWEB & GPS, voltamos agora com a nossa programação normal.

Confesso que fiquei com um frio na barriga antes do evento, porém a sensação de dever cumprido ao final do dia foi reconfortante, ainda mais com os comentários que recebemos, a grande maioria elogiando o evento.

É claro que nem tudo poderia agradar a todos. A parte de perguntas, por exemplo, poderia ter sido feita diretamente pelos participantes e não através de papéis enviados aos mediadores. O tempo também foi um pouco curto (em média 40 minutos para cada debate) e algumas perguntas precisaram ser enviadas para os debatedores por e-mail.

Enfim … são algumas lições que ficam para as próximas edições.

Na sequência vou postar comentários sobre os debates que moderei. Também estamos preparando uma edição especial do podcast sobre o seminário, que deve ir ao ar esta semana.

share save 171 16 Voltamos à programação normal
  • Eduardo Freitas
    @eduardo
    Diretor de Operações do MundoGEO. Engenheiro Cartógrafo, Técnico em Edificações, Especialização em Gestão Estratégica de EAD. Tradutor dos informativos GeoSur e OGC Iberoamérica. Nas horas vagas: pão caseiro, comida japonesa e meia-maratona

    Diretor de Operações do MundoGEO. Engenheiro Cartógrafo, Técnico em Edificações, Especialização em Gestão Estratégica de EAD. Tradutor dos informativos GeoSur e OGC Iberoamérica. Nas horas vagas: pão caseiro, comida japonesa e meia-maratona

  •