O lançamento do satélite sino-brasileiro Cbers-3 foi agendado para outubro de 2013, segundo informações do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), confirmadas pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A nova data, que ainda não foi anunciada oficialmente, foi citada na  última terça-feira (9/4) pelo ministro Marco Antonio Raupp em um encontro com lideranças da comunidade científica na sede da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) em São Paulo.

O lançamento do satélite, que é peça crucial no planejamento do Programa Espacial Brasileiro, estava previsto para ocorrer no fim do ano passado. Problemas técnicos detectados em algumas peças (conversores de energia) compradas de uma empresa norte-americana, porém, forçaram um adiamento.
Em entrevista ao Estado em 17 de janeiro, o diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Leonel Perondi, disse que a nova previsão era de lançar o Cbers-3 em meados deste ano, por volta de maio ou junho — desde que novos testes confirmassem a segurança de operação dos conversores.

Sat%C3%A9lite CBERS 3 na China Lançamento do satélite Cbers 3 é remarcado para outubro

Satélite Cbers-3 em instalações na China, em 2012. Fonte: INPE

O novo cronograma, com lançamento previsto para outubro, foi acertado com os chineses na semana passada, durante uma viagem de Perondi e do presidente da Agência Espacial Brasileira (AEB), José Raimundo Coelho, ao país asiático.

O projeto é desenvolvido em parceria pelo Brasil e a China, dentro de um programa conjunto de desenvolvimento e lançamento de satélites de observação da superfície terrestre, iniciado em 1988 (histórico completo na página do Inpe). O Cbers-3 é o quarto da série, depois do Cbers-1, Cbers-2 e Cbers-2B. O custo do satélite é de 125 milhões de dólares para cada país, aproximadamente.

Fonte: Herton Escobar – O Estado de S. Paulo


Aproveite a Promoção de Aniversário e assine a revista MundoGEO! Assinando agora você ganha 30% de desconto e concorre a 15 navegadores GPS.