Inúmeras são as oportunidades de trabalho com Drones, mas não é fácil consegui-los. Entenda…

Por Floriano Peixoto*

Por ser uma tecnologia relativamente nova, ainda falta conhecimento por parte dos potenciais clientes desta tecnologia.

Na matéria anterior, o assunto foi tratado de um modo geral. Agora chegou a hora de ser mais específico.

Por conta disso, vou falar sobre o uso dos RPAS – Sistemas de Aeronaves Não Tripuladas (Drones) na área de mineração.

Do planejamento e acompanhamento das escavações ao controle dos ativos, os Drones podem ser utilizados. Este trabalho é realizado pela topografia convencional e os RPAS irão agilizar este processo e diminuir consideravelmente os custos.

A partir de um voo de aerofotogrametria, inúmeras imagens são geradas sobre uma área de interesse. A partir dessas imagens, processadas em um software, cria-se uma nuvem de pontos 3D.

Pedreira 2 600x499 Veja como arrumar trabalho no setor de Drones   Segunda Parte

Em azul, representação das imagens sobre a núvem de pontos 3D

A partir da nuvem de pontos 3D é gerado o MDS – Modelo Digital de Superfície.

Pedreira 3 600x524 Veja como arrumar trabalho no setor de Drones   Segunda Parte

MDS – Modelo Digital de Superfície

Por último, a Ortofoto.

Ortofoto 600x581 Veja como arrumar trabalho no setor de Drones   Segunda Parte

Ortofoto

A ortofoto tem excelente definição e possibilita ver detalhes com bastante nitidez.

Pedreira 5 600x557 Veja como arrumar trabalho no setor de Drones   Segunda Parte

Detalhes na ortofoto

Com base na ortofoto é possível fazer uma série de medições. Uma das mais importantes é o cálculo de volumes em pilhas de agregados (pedras). Ele é feito com extrema rapidez e excelente precisão, pois se utiliza de milhões de pontos para realizar este cálculo.

O levantamento de volume em pilhas de materiais pela topografia convencional é trabalhoso, perigoso e leva um tempo de execução muito maior do que com a utilização dos Drones.

Pedreira 1 600x487 Veja como arrumar trabalho no setor de Drones   Segunda Parte

Cálculo de volume

Fiz aqui uma descrição bem simplificada deste processo, para dar uma noção a quem não conhece nada sobre este assunto. Que me perdoem os técnicos da área…

Dominado o processo, o desafio é buscar potenciais clientes e demonstrar esta tecnologia. No momento que eles descobrirem do que os Drones são capazes, o interesse será imediato.

Mas se você não domina esta área, é preciso buscar capacitação. E a Albatroz Brasil Drones foi pioneira ao lançar o curso presencial DJI PHANTOM – Porta de Entrada na Aerofotogrametria, no dia 31 de janeiro deste ano.

Hoje, temos quase quarenta profissionais dos mais diversos e distantes pontos do Brasil que fizeram o curso conosco. Ele acontece em uma casa na praia de Camburi, litoral norte do Estado de São Paulo, município de São Sebastião.

Já estamos na quinta turma e as vagas são limitadas.

Além da capacitação, a Albatroz se preocupa com a inserção no mercado de trabalho dos profissionais que fazem o curso conosco. Por conta disso, estamos criando a Rede de Profissionais Albatroz Brasil Drones.

Com esta rede, temos profissionais espalhados pelo Brasil para prestar serviço de levantamento aéreo com o Phantom. A troca de informações, experiências e compartilhamento de clientes será o fator que irá fortalecer nossa rede e gerar cada vez mais trabalho para nós.

Venha fazer parte dela!

Acesse http://albatrozbrasildrones.com.br/curso-phantom e veja como se inscrever.

E se você não puder se ausentar para fazer o curso presencial, temos o mesmo curso em vídeo.

Não é um curso on line. São dois DVDs que são enviados pelo correio e você pode assisti-los quantas vezes quiser. E o suporte técnico e atualizações são permanentes. Não tem prazo de validade!

Acesse http://albatrozbrasildrones.com.br/curso-phantom-video.

E, por fim, para trabalhar profissionalmente você precisa ter seu Drone homologado na ANATEL, registrado na ANAC e você inscrito no DECEA.

Para voar legal, toda vez que for fazer um trabalho, peça autorização ao DECEA. Dessa maneira, você estará contribuindo para a segurança do voo e crescimento da operação dos Drones no território Brasileiro.

Preencha o formulário a seguir e baixe os tutoriais da ANAC, DECEA e ANATEL em formato pdf:




Na próxima notícia Albatroz Brasil Drones falaremos sobre mais um dos segmentos do mercado de imagens aéreas com Drones no Brasil.

 

IMG 20160602 WA0012 150x150 Veja como arrumar trabalho no setor de Drones   Segunda ParteFloriano Peixoto* é pesquisador responsável pelo projeto de pesquisa e desenvolvimento de VANTs de baixo custo Albatroz Aerodesign – pré incubado no NINE – Núcleo de Inovação, Negócios e Empreendedorismo da Universidade Santa Cecília em Santos, projetista e construtor de aeronaves experimentais desde a década de 80. Aeromodelista e piloto de asa delta há mais de 30 anos.

Este artigo é de responsabilidade do autor.