Cidade do Interior de Minas Gerais populariza o Geoprocessamento na administração pública municipal

Localizada a 217 km da capital mineira e com uma população de 212.452 (Censo/2000), Ipatinga tem área total de 166,5 km² (urbana = 74 km² e rural = 92,5 km²). Conhecida como "a capital do Vale do Aço", Ipatinga concilia desenvolvimento econômico com a qualidade de vida. A administração municipal, através do processo de participação popular na definição de obras e/ou serviços a serem executados, vem desenvolvendo um trabalho para prover a cidade de infra-estrutura e serviços urbanos de forma equilibrada, tentando diminuir as desigualdades que marcaram o desenvolvimento urbano da cidade. Buscando a modernidade, surge o Geoprocessame-nto de Ipatinga.

A implantação do Geoprocessamento na Prefeitura iniciou-se em abril de 1996, com o levantamento aerofotogramétri-co, com restituição na escala de 1:2000. Um projeto financiado com recursos do SOMMA. O ano de 1997 foi marcado como um período de adaptação a uma nova tecnologia, uma base de dados gráfica do município e a necessidade de adaptar esses dados aos já existentes. Através do software MaxiCad, foi efetuada a primeira conferência dos dados e identificação das entidades gráficas de acordo com a chave já existente no banco de dados alfanumérico.

Em 1998, prosseguiu o trabalho de identificação das entidades e se iniciou o atendimento a usuários internos das secretarias municipais de Obras Públicas, Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Planejamento e Fazenda, fornecendo plantas de situação. Merece destaque a experiência de uma consultoria em Geoprocessamento, para auxiliar na direção a seguir. Em 1999, migrou-se a base para software GIS (ArcInfo e ArcView) e teve início o atendimento às diversas secretarias municipais, com mapas temáticos, geocodificação de endemias e o desenvolvimento do Sistema Tributário Georreferenciado.

O ano de 2000 foi marcado pela popularização do Geoprocessamento na administração pública municipal. Concluiu-se o Sistema Tributário Georrefe-renciado, iniciou-se o desenvolvimento do Sistema Georreferenciado para Educação (distribuição dos alunos da rede municipal de ensino), delimitou-se as áreas de especial interesse social e as intervenções necessárias dentro do Projeto "Habitar Brasil". Em 2001 implantou-se o Sistema Tributário, concluiu-se o Sistema para Educação, iniciando o desenvolvimento de um Sistema para a Secretaria Municipal de Saúde que tinha, como principal finalidade, geocodificar endemias e gerar mapas temáticos automaticamente.

Como objeto de fiscalização do cadastro imobiliário, usou-se a imagem de satélite, sobre a qual foi colocado o contorno das edificações, o que permitiu localizar novas edificações ou reformas existentes, e direcionar o pessoal do cadastro para ir a campo colher todas as informações necessárias para atualização do cadastro imobiliário. Em dezembro de 2001, realizou-se o upgrade dos softwares e adquiriu-se ArcSDE (banco de dados geográfico) e o ArcIms (software que permite a disponibilização do Geoprocessamento na internet) da Gempi.

A partir de fevereiro de 2002 teve início o desenvolvimento das consultas que seriam disponibilizadas no WEB Site Municipal, e em 29 de Abril, foram disponibilizadas estas consultas. Somente nos primeiros 15 dias de maio, houveram 15.000 acessos ao site do Geoprocessamento, o que comprova o sucesso do nosso trabalho.

page67 1 GEO em Ipatinga

page67 2 GEO em Ipatinga
Telas do site de Geoprocessamento em Ipatinga

Nesse primeiro momento disponi-bilizamos 12 consultas diferentes para o nosso público:

Uma visão geral do município, onde podem ser visualizados os bairros, ruas, praças, edificações públicas, etc.;
Educação: Localização de escolas municipais, estaduais, particulares e creches, pelo nome, por bairro ou por tipo de ensino (preliminar, ensino fundamental, ensino médio ou ensino superior), com exibição de fotos das mesmas;
Saúde: Localização dos serviços e programas em funcionamento em cada unidade de saúde e outros estabelecimentos de saúde, com exibição de fotos das mesmas;
Serviços: Mapa com a localização de sindicatos de classe, bancos, correios, edificações públicas, etc., por nome ou por bairro;
Cultura: Localização de edificações culturais: cinemas, teatros, bibliotecas, centros culturais, áreas de exposições e patrimônio histórico, por nome, por categoria ou por bairro, com exibição de fotos das mesmas;
Esporte: Localização de estádios, ginásios, campos de futebol, quadras poliesportivas e centros esportivos, por nome ou por bairro, com exibição de fotos das mesmas;
Lazer: Localização dos parques municipais, clubes recreativos e shopping center, com exibição de fotos dos mesmos;
Obras: Localização de obras eleitas nos
Orçamentos Participativos e Plano Plurianual, por regional orçamentária, por bairro ou por nome, com exibição de fotos das mesmas;
Trânsito: Localização de semáforos, pontos de ônibus, pontos de táxi, radares e barreiras eletrônicas;
Endereço: Localização de endereços (Rua, número da casa);
Demografia: Situação demo-gráfica do município, por bairro;
Localização: Mapa com a localização do aeroporto, estações rodoviária e ferroviária e rodovias de acesso a Ipatinga.

Todas as consultas são compostas de diversos temas que vão sendo ligados ou desligados de acordo com a escala de visualização. Também oferecemos a possibilidade de impressão dos mapas, o que, com certeza, será muito utilizado pelos estudantes, na confecção de trabalhos escolares.

Atualmente, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, estamos realizando a distribuição das equipes do "Programa de Saúde e Família", baseada em quantidade de moradores por rua, acessibilidade a unidade de saúde, etc. Em paralelo continuamos a atualização da nossa base de dados.

Nosso grande desafio é conseguir que cada secretaria seja responsável pela atualização dos dados de sua competência. Já iniciamos um trabalho juntamente com a Gempi (Gestão Empresarial e Informática) para desenvolvimento de um sistema para a área de Cadastro Imobiliário, onde a inclusão de novas edifica-ções ou alteração da área das já existentes será feita pelo próprio pessoal do cadastro da Secretaria Municipal de Fazenda.

Nesses 5 anos de caminhada, atribuímos o nosso sucesso à escolha dos softwares, à adesão das secretarias ao Geopro-cessamento, à consciência de que os resultados não viriam imediatamente e ao grande esforço da equipe que, apesar de contar com poucos profissionais, conseguiu tornar realidade o Geoproces-samento na Prefeitura Municipal de Ipatinga. Nosso endereço: www.ipatinga.mg.gov.br/geo

Giovana Rocha do Nascimento é analista de Geoprocessamento na Prefeitura de Ipatinga. E-mail:geo@ipatinga.mg.gov.br