Um avanço na disponibilização de dados geográficos

Disponibilizar dados e informações oriundos da base de dados do INFORMS (Sistema de Informações Geográficas Urbanas do Estado da Bahia) é uma preocupação da CONDER (Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia) desde 1975, época em que os produtos gerados e fornecidos ao público ainda eram todos em meio analógico (papel) como as fotografias aéreas verticais, fruto de vôo fotogramétrico, cartográfica em base estável (poliéster copiativo), obtidas pela restituição do vôo, e mapas impressos gerados a partir da cartografia.

Ao longo dos anos com o advento de novas tecnologias os produtos passaram a ser gerados também em meio digital, permitindo seu fornecimento em mídias como disquetes e CD-ROM. Com isso a CONDER passou, desde 1992, a disponibilizar a cartografia, as fotografias aéreas e demais dados e informações extraídas do banco de dados geográficos do INFORMS também em meio digital.

Mais recentemente a exigência dos usuários de informações geográficas passou a ser por consultas feitas diretamente via internet, aliás, uma forte tendência em todas as áreas do conhecimento, face à popularização desse meio de comunicação. Para inaugurar essa nova fase em que o principal objetivo era levar ao cidadão informações úteis de forma rápida e fácil e com isso disseminar a utilização de tecnologias de geoprocessamento no estado, escolhemos a Rede de Marcos Geodésicos como o primeiro conjunto de dados do INFORMS a ser disponibilizado via WEB.

Dessa forma estaríamos também provendo a infra-estrutura para o cumprimento, com o menor custo possível, das determinações do Decreto Estadual nº 7.870, de 8/11/2000, que tornou o Sistema de Referência Cartográfica da Região Metropolitana de Salvador (SRC/RMS) "referência oficial e obrigatória para todos os trabalhos de cartografia, geodésia e topografia, e para fins de estudos, projetos implantação e acompanhamentos de obras e empreendimentos na Região Metropolitana de Salvador, realizados por órgãos ou entidades da Administração Pública Estadual, bem assim por instituições privadas, quando o andamento ou os resultados destes trabalhos devam ser acompanhados, verificados, licenciados ou aprovados por órgãos ou entidades estaduais" (art.4º).

pag38 Rede de marcos geodésicos na internet

O SRC/RMS é composto por um conjunto de pontos materializados através de marcos, com coordenadas plani-métricas ou altimétricas refe-renciadas ao Sistema Geodésico Brasileiro (SGB), mantido pelo IBGE. Os marcos desempenham papel fundamental na localização de qualquer obra ou empreendimento na superfície terrestre, constituindo-se em um importante instrumento para os cadastros técnicos multifinalitários e para a atualização cartográfica.

Para viabilizar o projeto, a Coordenação do INFORMS investiu na contratação e treinamento de pessoal técnico especializado em internet, na aquisição de hardware e software e na contratação de um link de acesso de 1 MB que permitisse rodar uma aplicação típica de banda larga.

O equipamento adquirido foi um servidor de dados e aplicações, Compaq ML370, com processador Pentium III de 1Ghz, 512 MB de memória RAM, 36GB de disco e o sistema operacional Windows 2000 (Microsoft). O software escolhido foi o ArcIMS 3.1, que em conjunto com o Apache WEB Server (Apache) e o Tomcat Application Server (Apache) possibilitaria o desenvolvimento da aplicação nas linguagens XML e JavaScript. Os softwares e o treinamento do pessoal nas ferramentas de desenvolvimento foram contratados junto a GEMPI – Gestão Empresarial e Informática Ltda, distribuidora da ESRI no Brasil.

De posse desses recursos, reunimos nossos técnicos de geoinformática, cartografia e geodésia, para darmos início dos trabalhos de concepção do projeto, que após várias rodadas de discussões definiram todos os detalhes, desde os níveis de informações (layers) que deveriam ser utilizados até as perguntas que deveriam ser respondidas pelo aplicativo.

A consulta deveria permitir a busca, visualização e impressão de mapas da rede e de monografias dos marcos geodésicos do SRC/RMS, relatórios contendo a identificação, caracterização e localização de cada marco, mapa do entorno e fotografia do local de monumentalização. Os marcos poderiam ser consultados pela sua identificação diretamente em tela, a partir do seu código ou pela seleção dos marcos que estivessem a uma determinada distância de um elemento pré-selecionado, como uma rua, um ponto notável ou um outro marco da rede.

Em função do escopo traçado pela equipe técnica, ficou claro que os layers que deveriam compor a consulta seriam aqueles referentes a limites municipais, localidades, pontos notáveis, logradouros e marcos geodésicos.

Após as definições iniciais o projeto foi tocado com as equipes trabalhando de forma integrada. O pessoal da geoinformática responsável pela construção do aplicativo no ArcIMS e o pessoal da geodésia pela consolidação dos dados da rede de marcos, incluindo a revisão de todas as monografias, gerando arquivos em formato PDF para facilitar o seu fornecimento. Finalmente, após a fase de desenvolvimento e de realização de testes no servidor, no link e nas funcionalidades do aplicativo, no mês de outubro de 2002 a consulta foi dispo-nibilizada na home page do INFORMS – www.conder.ba.gov.br/informs

Em breve, tanto as redes de marcos dos municípios não integrantes da Região Metropolitana de Salvador, quanto os dados integrantes de qualquer um dos cinco segmentos de dados do INFORMS (dados cartográficos, dados cadastrais, dados socioeconômicos, dados institucionais e dados físico-ambientais) poderão ser consultados via WEB de acordo com as necessidades e prioridades dos usuários e da CONDER respectivamente.

Cláudio Pelosi é Analista de Sistemas pós-graduado em Geoprocessamento pela Universidade Federal da Bahia e Subcoordenador do INFORMS/CONDER. cpelosi@conder.ba.gov.br