EasyGeo e Safe Software lançam FME 2004 ICE

O novo sistema de processamento de dados que está sendo lançado no Brasil promete fazer diferença no mercado. Fruto de uma parceria entre a EasyGeo e Safe Software, o FME 2004 ICE permite a visualização, importação, manipulação e exportação de dados espaciais entre mais de 130 formatos de sistemas GIS, CAD e Banco de Dados. O produto traz como novidade a integração direta com outros sistemas GIS e maior velocidade no processamento de grande volume de dados.

pag48 1 Lançamentos

Entre suas características, chama atenção a nova interface, seus 15 novos formatos (incluindo o Raster GeoTIFF) e suas novas ferramentas de manipulação de dados. Estes, chamados Transformers, permitem maiores possibilidades de manipulação em geometria. Além destes atributos, o FME 2004 ICE possui ferramenta para o armazenamento de sistemas de coordenadas personalizadas, além do novo aplicativo FME Administrator, que permite ativar e desativar o FME com apenas um click, em qualquer outra aplicação, como o ArcGIS 8.x/9.0, Autodesk Map 3D 2005, Geomedia e o MapPoint.

+ Informações: www.safe.com

Mais uma opção aos usuários de GIS: ArcGIS Engine da ESRI

Cada vez mais as necessidades humanas são supridas de novas invenções. Agora a vez foi dos usuários de GIS serem contemplados com a ArcGIS Engine, lançado pela ESRI. O produto é uma plataforma de desenvolvimento de aplicações GIS baseada em componentes, tecnologia que torna disponível a incorporação de funcionalidades espaciais em novas aplicações ou mesmo as já existentes.

pag48 2 Lançamentos

Funcionalmente, as aplicações do ArcGIS Engine podem variar desde um simples visualizador de mapas até um complexo editor de GIS e programas de análises, todos com uma interface feita sob medida. Como destaque o lançamento conta com uma plataforma GIS padrão, ArcObjects, baixo custo de implantação de aplicações desktop, ampla biblioteca de componentes dispondo de um rico conjunto de funcionalidades GIS, controles de desenvolvimento visuais disponíveis em ActiveX. NET e Java – que simplificam a programação e o desenvolvimento de protóti-pos -, escolha de linguagens padrão de desenvolvimento incluindo COM, .NET, Java e C++ e recursos de desenvolvimento extensivos, incluindo modelos, ferramentas, exemplos e documentação.

+ Informações: www.img.com.br

Embrapa desenvolve novo sistema de monitoramento remoto

Com o objetivo de proporcionar ao Governo Federal maior controle da fronteira brasileira, a Embrapa Monitoramento por Satélite, de Campinas, desenvolveu um mais novo sistema de monitoramento remoto. O Sistema de Assentimento Prévio e Gestão de Crises, como foi chamado, vai ajudar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento na avaliação, de forma integrada, das demandas de exploração dos recursos naturais em atividades como garimpo, exploração mineral e energética, fazendas de grande porte, obras de infra-estrutura e os problemas ou riscos envolvidos nestas atividades, além de monitorá-las.

O sistema integra os cadastros e bancos de dados do DNPM, IBGE, IBAMA, FUNAI e de órgãos federais. Trata-se de um grande conjunto documental, cartográfico e iconográfico de todas as atividades licenciadas ao longo da faixa fronteiriça. Segundo Luciane Dourado, responsável na Embrapa em fornecer informações sobre o assunto, o sistema é de fácil manuseio. "Ele foi construído em base de softwares livres ou de domínio público, responde a perguntas, tem várias formas de acesso, ilustra com mapas e ajuda a elaborar pareceres e relatórios", afirma.

+ Informações : www.cnpm.embrapa.br

GEOGRAPH lança facilitador de Geocodificação

Perder tempo nos processos de geocodificação de arquivos contendo endereços em uma ou mais cidades é coisa do passado para os clientes e usuários da Geograph. A empresa de prestação de serviços e representação de software lançou seu mais novo aplicativo: o GeoFácil, um poderoso instrumento que facilita e reduz em até 90% o tempo de geocodificação.

pag48 1 Lançamentos

Desenvolvida para auxiliar usuários do Software MapInfo Professional, a nova ferramenta é capaz de geocodificar arquivos com endereços em várias cidades pelo fato da aplicação abrir cada um desses mapas e executar o processo automaticamente em três passos: por endereço, por CEP e numeração e por praça.

Segundo Alessandra Giordano, da Geograph, em um trabalho de geocodificação de 39.000 registros pertencentes a 110 cidades diferentes em todo o Brasil, a fase de preparação dos dados e geocodificação automática, com o auxílio do GeoFácil, foi executada em 10 horas e resultou na geocodificação de 33.000 registros. "Caso a preparação desses dados tivesse que ser feita sem o auxílio dessa aplicação ela poderia levar dias", afirma.

pag48 2 Lançamentos

O GeoFácil possui uma interface de fácil compreensão e utilização, além de um manual em formato PDF com explicações detalhadas de cada uma de suas funções. Essa aplicação possui oito funções que têm como principais objetivos geocodificar automaticamente um arquivo que possua registros pertencentes a mais de uma cidade, facilitar o trabalho de preparação de bancos de dados para futura geocodificação, padronizar informações do banco de dados usando como base informações do mapa de eixo de ruas ou mesmo as funções de localização e substituição de conjuntos de caracteres e buscar informações contidas no registro mais próximo de outra tabela com mapa associado.

DigitalGlobe com novidades para 2006

O novo satélite de sensoriamento remoto da DigitalGlobe, representada no Brasil pela Intersat, já tem data para ser lançado. WorldView, como foi batizado, contém qualidades jamais vistas no mercado.

O satélite, que tem previsão para ser lançado em meados de 2006, poderá coletar até 500 mil km2 por dia de imagens com 0,5 metro de resolução. Ele será equipado com um sistema de geolocalização que permitirá uma precisão de posicionamento melhor que 10 metros de qualquer parte do mundo sem pontos de apoio em campo, além de mostrar agilidade nas coletas múltiplas e
geração de pares estereoscópicos. O WorldView será capaz de coletar imagens com resolução de 50 centímetros no modo pancromático e 2 metros no modo multi-espectral. Além de toda essa eficiência, maior segurança. Segundo o Herb Satterlee, presidente e CEO da DigitalGlobe, a órbita elevada do WorldView, de aproximadamente 800 km, permitirá ao satélite revisitar as áreas de coleta com mais freqüência. "As imagens poderão ser obtidas mais de uma vez por dia", afirma.

E ainda não para por aí. O WorldView poderá associar-se ao satélite QuickBird, também da DigitalGlobe, formando uma constelação de satélites capaz de captar mais do que quatro vezes e meia as imagens coletadas atualmente por outro sistema de imageamento de alta resolução.

+ Informações: www.intersat.com.br