O meio da publicidade e cinema estiveram, e sempre estarão, em busca de novas formas de captar imagens através de novas tecnologias e, acima de tudo, na busca pela redução de custos.

Se você pensou que helicópteros e gruas eram os únicos meios de captação de imagens aéreas, se enganou. Segundo especialistas da indústria cinematográfica, o drone está revolucionando o mercado, assim como as câmeras mais leves fizeram nos anos 60 e o SteadyCam fez nos anos 70, com a série de filmes Rocky Balboa.

O custo dos drones é mais baixo, além de serem mais rápidos e seguros e possuírem a característica de adaptação mais rapidamente do que em relação aos métodos tradicionais, a fim de captar aquele take aéreo perfeito.

A simplicidade deste equipamento o torna a solução ideal para produtoras e diretores. Afinal, são tão simples de se usar que praticamente qualquer pessoa com um background de videogames é capaz de pilotar um Multicóptero, em poucos dias. Embora esta facilidade de manuseio acabe tornando-se um problema, uma vez que existem regras e normas a serem cumpridas.

A regulamentação do setor, por parte da ANAC, está prevista para março de 2016. E já existe inclusive uma Associação Brasileira de Drones, a Associação Brasileira de Multirrotores (ABM), que vem buscando a legalidade e profissionalização desta nova atividade.

Capturar imagens, antes impossíveis fisicamente ou devido ao budget, são coisas do passado e são apenas o começo do que drones podem fazer por esta indústria. Os drones têm acesso aos locais que pessoas não poderiam e os aparelhos menores podem facilmente caber em uma mochila. Enquanto estes pequenos drones são capazes de filmar, utilizando uma GoPro e pesando pouco mais que 2 kg e custando em média R$ 6.000,00, existem drones que podem chegar até 20 kg, capazes de levantar câmeras de cinema podendo ultrapassar o custo de mais de $100.000,00, como é o caso do X8 da Caraca Imagens.

guilherme 1 Os drones e a produção cinematográfica

O mercado de publicidade está aberto para todos os tipos de drones, desde os pequenos, como os utilizados em videoclips para internet, assim como drones maiores capazes de captar imagens com alta qualidade, inclusive para serem usadas em filmes de longa metragem, como foi o caso do filme 007 Skyfall e, claro, podem ser atores principais, como no caso da propaganda de CupDrones.
Por ser um novo equipamento, diretores e clientes ainda estão se adaptando a esta nova linguagem que proporciona movimentos inéditos e uma nova perspectiva para quem assiste.

No começo, os drones eram usados para tentar substituir equipamentos muito mais caros. Hoje, o mercado já entende que existem aplicações específicas para cada um destes, e os diretores mais antenados fazem o uso correto de cada uma destas ferramentas, não sendo difícil de se ver no mesmo set de filmagem, drones, carcams, gruas e até helicópteros, trabalhando juntos como, por exemplo, a propaganda da Hillux ou da Land Rover que estão veiculando nos canais de TV, e utilizaram todos estes recursos no mesmo filme publicitário.

guilherme Os drones e a produção cinematográficaGuilherme Y Barbosa
Diretor do Caraca Imagens, fótografo e piloto de drones.
guilherme@caraca.org