Segundo o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU), seu Sistema de Inteligência Geográfica (IGEO) ganhou uma nova interface para uso dos arquitetos e urbanistas e de toda a sociedade

cau 300x189 CAU disponibiliza nova interface Geo para consulta a dados públicos

O ambiente público IGEODATA agora permite aos seus usuários acessar as principais informações sobre o exercício da Arquitetura e do Urbanismo no Brasil, como emissão de RRT, número de profissionais e empresas ativos, instituições de ensino superior, Censo dos Arquitetos e Urbanistas e a Pesquisa CAU/BR-Datafolha – por município, estado ou no Brasil inteiro. E mais: além dos mapas georreferenciados, as informações poderão também ser visualizadas em gráficos e tabelas interativos, imagens, textos e até mesmo vídeos.

“Ficou mais fácil e prático de usar. O antigo ambiente tinha toda a interação centralizada nos mapas. Agora, mapas vêm acompanhados por uma gama de informações públicas do CAU, nos mais variados formatos”, afirma a coordenadora de Geotecnologia do Centro de Serviços Compartilhados, Márcia Marinho. “Nos próximos meses, o sistema vai acoplar novas funções porque houve uma evolução da plataforma tecnológica do sistema, passando a contar com novos recursos que o tornam mais fácil de usar e com melhor desempenho”.

O IGEO do CAU/BR foi criado com o objetivo de agregar todas as informações disponíveis em mapas georreferenciados, para uso principalmente nas ações de fiscalização do CAU/UF. A geotecnologia é utilizada de forma estratégica: mapeia-se o perfil, a produção profissional e o ensino em Arquitetura em Urbanismo. Os dados do SICCAU e do Poder Público são integrados, cruzados e espacializados para apoiar o planejamento, a fiscalização e a tomada de decisão do CAU.

Com o novo ambiente público, o CAU reforça seu compromisso com a inovação em gestão e a transparência, já considerado referência entre os outros conselhos profissionais. Assim como o Portal da Transparência, o SICCAU e o Gespublica, o IGEO é uma poderosa ferramenta de estudo para pesquisadores, governos, entidades e demais interessados no mercado de Arquitetura e Urbanismo.

Para acessar ao IGEO, clique aqui.

Leia também o artigo: mudança de rumo das cidades. O que vem por aí…