A partir de agora, o peticionamento em papel fica extinto. Apenas continuam com formulários em papel as Declarações de Estabelecimento na Área Delimitada e de Único Produtor/Prestador de Serviço

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) disponibilizou no último dia 21 de fevereiro o sistema eletrônico para o serviço de Indicações Geográficas (e-IG), conforme aprovado pela Resolução nº 233, de 18 de janeiro de 2019. A partir de agora, o peticionamento em papel fica extinto.

Além de mais rápido, o sistema permitirá ao usuário fazer um pedido ou protocolar petições pela internet a partir de qualquer lugar e dia da semana.

O sistema também auxilia o usuário no preenchimento dos formulários e na apresentação de documentos.

Como usar o e-IG

mapa de indicacao geografica 300x202 Instituto de Propriedade Industrial lança sistema de Indicações GeográficasPara acessar o sistema, basta usar o mesmo login e senha cadastrados no sistema da Guia de Recolhimento da União (GRU).

Na solicitação do serviço, o usuário precisará do número da GRU, que deve ser paga antes de dar início ao processo. Não é necessário possuir token (assinatura eletrônica).

Veja mais detalhes sobre como acessar o sistema, preencher os dados e enviar os formulários eletrônicos no Guia do Usuário.

Apenas continuam com formulários em papel as Declarações de Estabelecimento na Área Delimitada e de Único Produtor/Prestador de Serviço. Acesse na página de formulários do INPI.

Com informações do INPI

Geo e Drones na Indústria 4.0

Você já pode marcar na sua agenda: de 25 a 27 de junho acontecem em São Paulo (SP) os eventos MundoGEO Connect e DroneShow 2019, os maiores da América Latina e entre os cinco maiores do mundo no setor.

Alinhados às tendências globais e com foco na realidade regional, o tema geral dos eventos este ano será “Geotecnologia e Drones na Indústria 4.0”.

Instagram Imagem Post B1 300x300 Instituto de Propriedade Industrial lança sistema de Indicações GeográficasOs conteúdos dos cursos, palestras e debates estão sendo formatados por um time de curadores para atender as demandas de empresas, profissionais e usuários principalmente nos setores de Agricultura, Cidades Inteligentes, Governança Digital, Infraestrutura, Meio Ambiente, Recursos Naturais, Segurança e Defesa.

Dentre as tecnologias disruptivas que estarão em destaque, estão Big Data, Inteligência Artificial / Machine Learning, Internet das Coisas, Realidade Virtual e Aumentada, BIM, Tecnologia Autônoma, entre outras, tudo isso cada vez mais integrado às Geotecnologias (Mapeamento, Cadastro, Imagens de Satélites, Inteligência Geográfica, GIS).

Perfil dos expositores da feira: prestadores de serviços de aerolevantamentos, mapeamento e cadastro; desenvolvedores de sistemas de análise espacial; provedores de imagens de satélites; fabricantes e importadores de drones; fabricantes de sensores e tecnologias embarcada; distribuidores de softwares, plataformas de processamento e análise de dados; agências reguladoras e órgão governamentais; empresas de consultoria e treinamento; distribuidores de equipamentos de geomática; empresas de mapeamento móvel, entre outras.

Veja a programação completa de cursos e seminários e garanta sua vaga! Confira um resumo de como foi a última edição dos eventos MundoGEO Connect e DroneShow:

Imagem: Pixabay