Projeto foi criado em 1970 para mapear e fazer o levantamento de recursos naturais da Amazônia

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) preparam o VII Painel Memória IBGE: Radam/Radam Brasil e os Levantamentos de Recursos Naturais na Região Sul, evento que será realizado na próxima quarta-feira (24), às 14h, no auditório Tito Sena, na Udesc. O encontro é aberto ao público e voltado para pesquisadores e estudantes de geociências.

Os especialistas convidados farão uma reflexão sobre o Projeto Radam, que foi criado em 1970 para mapear e fazer o levantamento de recursos naturais da Amazônia. Cinco anos depois, o projeto foi expandido para todo o território nacional e renomeado como Radam Brasil. Em 1985, ele foi integrado ao IBGE, que incorporou seu acervo técnico e de profissionais.

projeto radam na regiao sul 300x166 IBGE promove debate sobre atuação do projeto Radam na região sulSegundo o historiador do IBGE Leandro Malavota, o encontro é um desdobramento da última edição do Painel Memória, realizado no Rio de Janeiro, no ano passado, além de ser uma forma de homenagear as equipes que atuaram no projeto. “Uma das bases do Radam era em Florianópolis (SC), e muitas das pessoas que trabalhavam foram absorvidas pelo IBGE. Elas agora vão poder participar desse evento, já que não puderam ir ao Rio”, explica.

Durante o encontro também será apresentado o portal BDiA Web, que traz a base de dados do projeto Radam Brasil. Pelo portal, é possível também visualizar e consultar dados e mapas do Banco de Informações Ambientais (BDiA) do IBGE, sobre vegetação, pedologia (solos), geologia e geomorfologia.

Estarão presentes o diretor de Geociências do IBGE, João Bosco de Azevedo, e o chefe do departamento de Geografia da Udesc, Rodrigo Ribas Pinheiro, além de professores e técnicos da área.

Geo e Drones na Indústria 4.0

Você já pode marcar na sua agenda: de 25 a 27 de junho acontecem em São Paulo (SP) os eventos MundoGEO Connect e DroneShow 2019, os maiores da América Latina e entre os cinco maiores do mundo no setor. Alinhados às tendências globais e com foco na realidade regional, o tema geral dos eventos este ano será “Geotecnologia e Drones na Indústria 4.0”, com previsão de 4 mil participantes, 30 atividades e mais de 230 horas de conteúdo.

Instagram Imagem Post B1 300x300 IBGE promove debate sobre atuação do projeto Radam na região sulOs conteúdos dos cursos, palestras e debates foram formatados por um time de curadores para atender as demandas de empresas, profissionais e usuários principalmente nos setores de Agricultura, Cidades Inteligentes, Governança Digital, Infraestrutura, Meio Ambiente, Recursos Naturais, Segurança e Defesa.

Dentre as tecnologias disruptivas que estarão em destaque, estão Big Data, Inteligência Artificial / Machine Learning, Internet das Coisas, Realidade Virtual e Aumentada, BIM, Tecnologia Autônoma, entre outras, tudo isso cada vez mais integrado às Geotecnologias (Mapeamento, Cadastro, Imagens de Satélites, Inteligência Geográfica, GIS).

Perfil dos expositores da feira: prestadores de serviços de aerolevantamentos, mapeamento e cadastro; desenvolvedores de sistemas de análise espacial; provedores de imagens de satélites; fabricantes e importadores de drones; fabricantes de sensores e tecnologias embarcada; distribuidores de softwares, plataformas de processamento e análise de dados; agências reguladoras e órgão governamentais; empresas de consultoria e treinamento; distribuidores de equipamentos de geomática; empresas de mapeamento móvel, entre outras.

Veja a programação completa de cursos e seminários e garanta sua vaga! Confira um resumo de como foi a última edição dos eventos MundoGEO Connect e DroneShow:

Imagem: Pixabay