O Encontro foi muito bem organizado pela Itaipu, faltaram algumas presenças de peso do setor como a Empresa de Pesquisa Energética – EPE, mas nada que tenha manchado um evento que tem se tornado a maior ferramenta de intercâmbio do setor. Percebe-se que algumas empresas saíram na frente com relação a colocar o geoprocessamento no lugar que merece.

A Eletrosul e Chesf são empresas que tem se colocado no expoente das empresas do setor, por mostrarem organização e metologias e procurando padrões para se organizarem.

Assisti alguns trabalhos antigos com roupagem de novos e acredito que algumas empresas devem  repensar o geoprcessamento, nota-se que atender a exigências das agências apenas, não faz uma empresa uma referência.

Itaipu fez um evento maravilhoso na sua plenitude de organização, será muita responsabilidade o próximo evento, pois superar Itaipu será difícil.

Para Saber+:

http://www.engeo2014.com.br/

share save 171 16 III ENGEO   ENCONTRO NACIONAL DE GEOPROCESSAMENTO DO SETOR ELÉTRICO