nuvem | GeoDrops

GeoDrops

Pesquisando nas nuvens

Por MundoGEO | 15h49, 10 de Fevereiro de 2010

Não. Não se trata de procurar formas estranhas em cirrus, stratus ou cumulus, mas sim uma nova forma de realizar pesquisa: através do trabalho colaborativo usando a internet.

computacao em nuvem Pesquisando nas nuvensA National Science Foundation (NSF) e a Microsoft acabam de anunciar um acordo de cooperação para oferecer a pesquisadores – por enquanto somente nos Estados Unidos – acesso gratuito a recursos computacionais avançados baseado em computação em nuvens – ou cloud computing.

Essa tecnologia consiste em compartilhar ferramentas computacionais pela interligação de sistemas na internet, em vez de ter essas ferramentas instaladas localmente, permitindo o acesso remoto e o trabalho colaborativo.

Leia a íntegra da matéria sobre pesquisa nas nuvens.

 

share save 171 16 Pesquisando nas nuvens

Você ainda vai trabalhar na nuvem

Por MundoGEO | 11h06, 31 de Agosto de 2009

Se você ainda não está trabalhando em uma "nuvem", pode estar certo que um dia ainda vai estar. Reproduzo aqui alguns trechos de um artigo sobre Web 2.0 e Trabalho na Nuvem, de Pablo Caldas, diretor da agência Full Haus:

"Quando o seu trabalho vai para a nuvem, o céu é o limite. O conceito baseia-se na idéia de que softwares, plataformas e infraestruturas podem ser vendidas e utilizadas como serviços. Assim, você não precisa comprar um processador de texto ou uma planilha – você pode utilizar estas aplicações diretamente na Internet, onde ficam também seus arquivos. Existem inúmeras empresas que oferecem este serviço – algumas sem cobrar nada por isso, como a Google faz com sua suite de aplicativos Google Docs.

A mesma regra vale para empresas, que podem alugar data centers remotos e levar todo o seu servidor para a rede. Tanto para o usuário doméstico quanto para as empresas, os benefícios são muitos. Além do mais óbvio – acessar seus dados a partir de qualquer lugar com uma conexão à Internet – você passa a contar com estruturas de segurança, backup e recuperação que muitas vezes têm custos proibitivos. Além disto, todas as dores de cabeça (e custos) com instalação, implementação e manutenção simplesmente deixam de existir.

As redes colaborativas também deram sua contribuição para a migração do escritório para o ‘cyberespaço’.

Por que não utilizar uma rede colaborativa customizada para estimular a comunicação entre seus colaboradores e organizar seu fluxo de trabalho? Alie isso aos serviços na nuvem (softwares, plataformas), e seu trabalho poderá lhe acompanhar onde quer que você vá. Ou onde quer que você fique".

Um pouco mais sobre Computação em Nuvem (em inglês): 

Mas o que tudo isso tem a ver com a área de geo?

Tudo!

O chefe de tecnologia do Consórcio Geoespacial Aberto (OGC, na sigla em inglês), Carl Reed, há algum tempo fez comentários sobre o termo "geocloud". Para ele, a geocloud seria um passo à frente em relação à computação em grade (grid computing) e à Arquitetura Orientada a Serviços (SOA, na sigla em inglês). Ainda segundo Carl Reed, para que a geocloud funcione corretamente é necessária a definição de padrões, o que é uma das atribuições do OGC.

share save 171 16 Você ainda vai trabalhar na nuvem
  • Eduardo Freitas
    @eduardo
    Diretor de Operações do MundoGEO. Engenheiro Cartógrafo, Técnico em Edificações, Especialização em Gestão Estratégica de EAD. Tradutor dos informativos GeoSur e OGC Iberoamérica. Nas horas vagas: pão caseiro, comida japonesa e meia-maratona

    Diretor de Operações do MundoGEO. Engenheiro Cartógrafo, Técnico em Edificações, Especialização em Gestão Estratégica de EAD. Tradutor dos informativos GeoSur e OGC Iberoamérica. Nas horas vagas: pão caseiro, comida japonesa e meia-maratona

  •