Por Sofia Larissa da Costa, Sandra Regina Rocha Silva e  Moacir Florentino da Silva Junior

O presente artigo apresenta uma adaptação da aplicação atual da imobiliária Imobiliary Alencastro Veiga, integrando a consulta textual já existente a um mapa interativo georreferenciado dos imóveis. Foi utilizada a API do Google Maps, visto que esta é uma ferramenta que oferece rapidez e navegabilidade. A inserção do mapa facilita a visualização agregando mais informações às consultas bem como atendendo melhor a necessidade dos clientes na busca pelo imóvel desejado. Trata-se da primeira imobiliária brasileira a disponibilizar informações em um mapa interativo para seus clientes através da Internet.

Introdução

Com a expansão da tecnologia da informação bem como da utilização da Internet para disponibilização de informações, surgiu a necessidade de transações comerciais on-line. Assim, observamos que para as empresas crescerem em meio ao mundo globalizado é necessário inserir-se na grande rede de computadores.

Desta forma, a imobiliária Imobiliary Alencastro Veiga possui uma aplicação web no qual é possível aos clientes pesquisarem os imóveis disponíveis para locação, bem como conhecer a respeito dos serviços prestados pela empresa, que já está há 40 anos no mercado.

A aplicação atual disponibiliza informações apenas na forma textual e através de figuras. Este trabalho propõe uma adaptação da implementação incluindo na aplicação já existente recursos para disponibilização e consultas das informações dos imóveis da imobiliária também através da inclusão de um mapa interativo georreferenciado dos lotes.

Existem muitas situações em que o emprego de mapas auxilia na tomada de decisões com mais segurança. A utilização das informações cartográficas pode ser um fator determinante para organizações se estabelecerem como líderes de mercado, pois a visão geográfica permite visualizar oportunidades em áreas específicas. [MULTISPECTRAL, 2008] Assim sendo, a inclusão do mapa facilita a visualização agregando mais informações às consultas.

Sistema de Informações Geográficas e Internet

Os sistemas de informação consistem em processamento de dados brutos a fim de gerar informações que levam à tomada de decisões dentro de um contexto. A partir do momento que surgiu a necessidade de armazenar e processar informações referentes à localização geográfica, tratando os dados espacialmente, passou a existir o conceito de Sistema de Informação Geográfica. Este tipo de sistema de informação apresentam informações que estão relacionadas à alguma dimensão espacial. [SOUZA, 2005]

Conforme BASTOS JÚNIOR e SILVA (2006), “pela sua multifinalidade, a natureza da geoinformação está presente tanto no lazer como no trabalho, na educação ou em questões de utilidade pública, dentre outros usos.” Esta é a causa da crescente disseminação de geoinformação na Internet através de mapas, assinalando um novo episódio em aplicações GIS.

Desta forma, soluções que simplificam a publicação de dados espaciais para o usuário final vêm sendo estudadas. A exibição de mapas interativos na Web atinge esta finalidade. BASTOS JÚNIOR e SILVA (2006) afirmam que aplicações WEBGIS constituem um importante objeto de pesquisa e desenvolvimento que possui o objetivo de disponibilizar dados vetoriais georreferenciados na Internet em uma forma cada vez mais interativa.

Com a expansão do uso da Internet, esta tem se tornado uma parte integrante da nossa sociedade. A facilidade de acesso e os conteúdos interativos na Web fazem dela um poderoso meio para acesso, processamento e disseminação de informações. Juntamente com o crescimento da Internet, muitas aplicações têm sido desenvolvidas. [PENG, TSOU, 2003]

A facilidade de distribuição de informações pela Web faz com que haja maior interesse por parte das organizações, instituições e órgãos governamentais em disponibilizar aplicações que abreviam processos. Desta forma, o usuário é levado a utilizar o computador pela facilidade e interatividade proporcionada pelos aplicativos disponibilizados.

No entanto, para que as aplicações sejam disponibilizadas na Web é necessário um processo de adaptações para os usuários deste meio. Aplicações nas mais diversas áreas, como ciência e jornalismo, sofrem ajustes a fim de serem empregadas na Internet. Da mesma forma, os Sistemas de Informação Geográfica (SIG) necessitam de alterações e adaptações na forma de acesso, processamento, compartilhamento e manipulação de dados. [PENG, TSOU, 2003]

Aplicação Web da Imobiliária

O site atual, disponível em http://www.imobiliary.com.br/, foi desenvolvido visando o emprego de software livre. Foram usadas técnicas de acordo com os padrões atuais, aliviando o trabalho na hora de produzir páginas altamente interativas que caracterizam a chamada Web 2.0. O projeto foi desenvolvido conforme padrões propostos pela W3C, utilizando a metodologia de Programação Orientada à Objetos, linguagem de programação PHP, JavaScript em conjunto com XHTML. Empregou-se também Ajax, técnica para aplicações Web que incorpora as tecnologias XHTML e CSS, DOM, XML, JavaScript e XMLHttpRequest. Esta metodologia utiliza Javascript e XML metodicamente, tornando as páginas mais interativas e acessíveis aos usuários.

A figura 1 mostra uma imagem da página principal do site da imobiliária.

Imobiliaria Fig1 Mapa interativo on line para imóveis
Figura 1. Aplicação web atual

- Módulo geográfico proposto
Foi proposta a implementação de um módulo geográfico, onde os imóveis cadastrados na aplicação devem ser mapeados, de maneira que a partir do georreferenciamento seja possível a integração das consultas textuais existentes às consultas geográficas através de um mapa interativo.

O desenvolvimento de uma aplicação com informações geográficas pode implicar em custos muito altos com coleta de dados, bem como com estudos cartográficos. Buscou-se uma forma de incluir a informação geográfica de maneira simples e eficiente. Assim sendo, para o desenvolvimento do módulo proposto por este trabalho, foi utilizada uma interface com o GoogleMaps. Esta ferramenta oferece a visualização de mapas pela Internet tendo o diferencial da rapidez, permitir navegação e utilizar um sistema de pequenos quadrados (tiles) que dividem o mapa e são carregados assincronamente e sob demanda. Funcionalidades como navegação e zoom sem a necessidade de recarregar a página, Geocoding (conversão de endereço em coordenadas geográficas) entre outras são disponibilizadas por esta API. [REIS et al., 2007].

Empregou-se a biblioteca GMapEasy, uma vez que esta tem o propósito de auxiliar a inserção de mapas em uma aplicação web, utilizando-se a API do GoogleMaps com coordenadas do tipo latitude-longitude ou com o GeoCoder (geocodificação, consiste em localizar coordenadas por meio de um endereço textual). [PÁDUA, 2008]

Para manipulação e armazenamento das informações referentes aos objetos geográficos, requer-se funções espaciais adicionais a fim de lidar com os dados relacionados à posição geográfica. [ELMASRI; NAVATHE, 2005] Portanto, fez-se uso do PostGIS, um sistema de gerenciamento de banco de dados que possui funcionalidades e tipos de dados espaciais, tratando grandes volumes de dados espaciais com maior eficiência. [UCHOA et al., 2005]

Metodologia

O módulo geográfico proposto será disponibilizado contendo duas funcionalidades básicas: o georreferenciamento dos imóveis disponíveis e a consulta a tais imóveis, conforme a necessidade apresentada pelo cliente.

Será utilizada a biblioteca GMapEasy para associação geográfica dos imóveis já cadastrados na aplicação. Basicamente, esta funcionalidade enviará para o servidor do Google o endereço do imóvel armazenado na base de dados. O mapa será carregado na página com um marcador sobre a posição encontrada pelo GeoCoder. O usuário poderá arrastar o marcador caso a posição do imóvel esteja incorreta. Confirmando-se o mapeamento, será armazenado na base de dados as coordenadas retornadas pelo GoogleMaps por meio de funcionalidades do PostGIS.

Além da consulta já disponível para o usuário, será acrescentado um mapa interativo, permitindo que o cliente navegue pelo mapa, sendo apresentados novos resultados a cada movimento. Através de requisições ao servidor do Google de forma assíncrona (AJAX), que retornará as novas coordenadas apresentadas no mapa, será realizada nova consulta ao banco de dados, em busca dos pontos contidos na região apresentada. Esta consulta deve fazer uso das funcionalidades disponíveis no PostGIS, tornando possível esta consulta geográfica. A implementação ocorrerá por meio dos métodos disponíveis na API do GoogleMaps em conjunto com a biblioteca GMapEasy. Isso será implementado por meio dos métodos disponíveis na API do GoogleMaps. Assim, o cliente pode chegar ao resultado desejado mais rapidamente, avaliando a melhor opção disponível.

Resultados

O estudo preliminar e os módulos em andamento apontam para a viabilidade do projeto, visto já terem sido identificadas as tecnologias a serem empregadas e já existir uma experiência prévia da equipe de desenvolvimento em aplicações semelhantes que utilizam SIG em outras áreas de conhecimento. Consideramos que os resultados alcançados até o presente momento são um sucesso e estão dentro da previsão do cronograma definido para a conclusão e entrega do módulo para a aplicação.
 
Atualmente o projeto está na fase de geração de uma aplicação para cadastro de coordenadas geográficas, embora outras partes do projeto já venham também sendo pensadas e desenvolvidas em paralelo.

Conclusão

A expansão da Internet como meio para disponibilização de informações trouxe a necessidade de compreender o emprego de mapas na web. Desta forma, novas tecnologias foram desenvolvidas visando a distribuição de mapas pela Internet. A API do GoogleMaps alcança este alvo, fornecendo uma ferramenta prática e acessível, a fim de ser útil para inclusão de mapas em qualquer tipo de site.

A utilização de um mapa interativo agrega valor a aplicação da imobiliária já existente, melhorando os aspectos de pesquisa e visualização de resultados, por acrescentar o aspecto de localização através da forma visual disponibilizada junto das informações textuais pelo mapa iterativo no site.

Essa nova funcionalidade também é inovadora e atende as novas perspectivas de mercado acompanhando as inovações tecnológicas relativa a utilização de funcionalidades SIG em aplicações que manipulam dados que tem alguma relação com localização geográfica.

Esse projeto é um projeto inovador no Brasil, tendo em vista que será a primeira imobiliária brasileira a disponibilizar as informações de seus produtos em um mapa interativo na web.

Sofia Larissa da Costa
sofialarissa@gmail.com

Sandra Regina Rocha Silva
profa.sandra@gmail.com

Moacir Florentino da Silva Junior
mjunior@uft.edu.br

Universidade Federal do Tocantins (UFT)

Referências

BASTOS JÚNIOR, E. M.; SILVA, M. A. S. da. OPENGIS e Gestão Democrática da Geoinformação: Sistemas De Gerenciamento de Banco de Dados e Aplicações WEBGIS com Software Livre em Soluções Comunitárias no Bairro Siqueira Campos (Aracaju-se). In: III SIMPÓSIO REGIONAL DE GEOPROCESSAMENTO E SENSORIAMENTO REMOTO, 2006, Aracaju/SE. Disponível em: <www.cpatc.embrapa.br/labgeo/srgsr3/artigos_pdf/079_t.pdf>. Acesso em: 31 ago. 2008.
ELMASRI, Ramez E.; NAVATHE, Shamkant. Sistemas de banco de dados. 4. ed. São Paulo: Pearson, 2005.
MULTISPECTRAL (Org.). Inteligência Espacial: o diferencial em enxergar o seu mercado no mapa. InfoGEO, Rio de Janeiro, RJ, Ano 10, n. 52, mar. 2008. Bimestral.
PÁDUA, Rodrigo. Facilitando o uso do Google Maps API com a GMapEasy.  Disponível em: <http://www.rodrigopadua.com.br/>. Acesso em: 28 ago. 2008.
PENG, Zhong-Ren; TSOU, Ming-Hsiang. Internet GIS: Distributed Geografical Information Services from the Internet and Wireless Network. New Jersey: John Wiley And Sons, Inc., 2003.
REIS, Tiago de Albuquerque et al. Automatização da Criação de Mapas com o Google Maps. In: SIMPÓSIO DE INFORMÁTICA DA REGIÃO CENTRO SUL, 6., 2007, Santa Maria, RS. Disponível em: <www-usr.inf.ufsm.br/~reis/publicacoes/sirc2007_google_maps_ap.pdf>. Acesso em: 19 ago. 2008.
SOUZA, Vanessa C. O. de; VIEIRA, Tatiana G. C.; ALVES, Helen M. R. Uso do Sistema de Informação Geográfica para a Implementação de um Banco de Dados da Cafeicultura Mineira e sua Divulgação via WEB. In: EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS, CENTRO TECNOLÓGICO SUL DE MINAS – LABORATÓRIO DE GEOPROCESSAMENTO, Minas Gerais: 2004, Disponível em: <www.sbc.org.br/bibliotecadigital/download.php?paper=56>. Acesso em: 15 ago. 2008.
UCHOA, Helton Nogueira et al. Análise do módulo PostGIS (OpenGIS) para armazenamento e tratamento de dados geográficos com alta performance e baixo custo. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE COMPUTAÇÃO, 25., 2005, São Leopoldo, RS. Disponível em: <www.opengeo.com.br/download/postgis-sbc-v13-06102005.pdf>. Acesso em: 19 ago. 2008.