A Santiago & Cintra, empresa que atua há mais de 30 anos no mercado, representando com exclusividade no Brasil algumas das maiores e melhores marcas mundiais de geotecnologias, Topcon e Trimble, possui uma base NTRIP há mais de dois anos. Durante o GEO Brasil de 2007, a Santiago & Cintra apresentou aos participantes do evento a utilização de um receptor RTK com NTRIP, com demonstrações de equipamentos no stand externo. Essa base foi implantada pouco tempo depois da primeira base NTRIP do Brasil em operação, viabilizada pela Unesp de Presidente Prudente, com equipamento Trimble NetRS, ao final de 2006.

A tecnologia NTRIP (Networked Transport of RTCM via Internet Protocol) utiliza protocolo TCP-IP para enviar, aos receptores móveis, dados para operar em modo RTK (Real Time Kinematics). A estação base de referência publica os dados na Internet, através de um endereço IP público, onde os receptores móveis vão buscar essas informações através da web, normalmente utilizando-se uma conexão de celular ou modem GPRS.

pag15 1 Tecnologia NTRIPExistem inúmeras vantagens ao se utilizar essa tecnologia, se comparada ao método tradicional e mais difundido no país, que consiste na utilização de rádios UHF. Primeiro, sabe-se das limitações no alcance real dos rádios em aplicações de campo, que estão sujeitas a uma série de fatores como topografia, vegetação, interferências, potência do rádio, etc.. Com a utilização da telefonia celular, esses obstáculos já foram equacionados pelas empresas que prestam serviços, quando da implantação das várias antenas de comunicação. Por essa razão, em áreas com cobertura desse serviço, consegue-se trabalhar com linhas-base maiores que as normalmente obtidas com rádio UHF.

Também podemos dizer que, com o aumento de bases gerando dados NTRIP, como as do IBGE, e outras de empresas privadas, como a da Santiago & Cintra, reduz-se o investimento dos usuários, porque em várias situações apenas o equipamento móvel precisa ser adquirido, economizando-se ao não precisar adquirir a base de referência.

Outra vantagem está no fato de que os dados só são transmitidos ao usuário sob demanda, ou seja, apenas quando solicitados. Isso diminui o custo de comunicação. Quando se utiliza rádio, este fica transmitindo ininterruptamente, mas não há custo de comunicação.

A utilização de NTRIP também viabiliza a implantação de uma VRS (Virtual Reference Station), que utiliza uma rede de estações de referência. Logo, a posição do móvel pode ser obtida com maior precisão, sem o erro de PPM em função do comprimento da linha base. Porém, para isso, há uma série de restrições quanto ao número de estações de referência e a distância entre elas.

Mas existem considerações importantes ao se adotar essa tecnologia. Obviamente, ela só pode ser empregada em áreas com boa cobertura de celular e onde as operadoras disponibilizem o protocolo para transmissão de dados. Também depende que o provedor Internet opere de forma contínua. Além disso, raramente se consegue trabalhar com precisão compatível em distâncias superiores a 50 quilômetros de uma dessas estações de referência, o que limita bastante a área de trabalho. O ideal é possuir uma solução híbrida (rádio e conexão com celular). Dessa forma, o usuário poderá atuar usando RTK em qualquer situação.

A Santiago & Cintra comercializa inúmeros receptores compatíveis com NTRIP, como o Topcon Hiper e o GR-3, além dos modelos Trimble, como o 5700, o R6 e o novíssimo R8GNSS que, com seus 220 canais, está capacitado para receber todos os dados dos sinais GPS, Glonass e Galileo. Além disso, com seu novo protocolo CMRx, permite gerar dados de precisão, durante alguns segundos, mesmo após uma interrupção da comunicação.