O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e a Boeing Research & Technology assinaram nesta terça-feira (11/12) carta de intenções para fomentar parcerias em áreas como sensoriamento remoto para a gestão de culturas energéticas, desenvolvimento de sensor de órbita baixa, monitoramento da influência da ionosfera em sinais de GPS e integração de sensores para nanossatélites.

“O Inpe e a Boeing planejam trabalhar conjuntamente para explorar potenciais colaborações de pesquisa e desenvolvimento de interesse mútuo. Isso será realizado de acordo com legislação de seus países e, inicialmente, terá por foco as áreas de Observação da Terra, Ciência Espacial e Atmosférica e o CTE (Centro de Tecnologias Especiais)”, declarou o diretor do Inpe, Leonel Perondi.

A Boeing, que já mantém parceria com a Embraer, está buscando cooperações nas instituições de pesquisa brasileiras de ponta do setor, como o Inpe e o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA).

“A Boeing está comprometida em trabalhar em parceria com o Brasil para desenvolver tecnologias que possam ser usadas em escala global e esses

Inpe e Boeing assinam acordo na %C3%A1rea de sensoriamento remoto Inpe e Boeing assinam acordo na área de sensoriamento remoto

Vice-presidente da Boeing Research & Technology e diretor do INPE assinam acordo que visa parcerias de interesse mútuo. Foto: Claudio Capucho

acordos são mais um passo para a conquista dessa meta”, disse Donna Hrinak, presidente da Boeing Brasil, que acompanhou a assinatura na sede do Inpe, em São José dos Campos (SP), ao lado de Al Bryant, vice-presidente da Boeing Research & Technology no Brasil.

A Boeing Research & Technology é a organização de pesquisa avançada, tecnologia e inovação da empresa e trabalha para fornecer soluções tecnológicas inovadoras para os atuais e futuros sistemas e serviços de aviação.

O acordo entre as duas instituições foi assinado por Leonel Perondi e Matthew Ganz, vice-presidente e diretor geral da Boeing Research & Technology, para quem “a parceria beneficiará a indústria aeroespacial como um todo”. Confira aqui o discurso do executivo da Boeing durante evento no Inpe.

Fonte: Inpe