A Agência Espacial Norte-americana (NASA) colocou em órbita o primeiro de uma série de quatro satélites meteorológicos geostacionários de nova geração, capazes de observar em tempo quase real a formação de tempestades no continente americano.

satelite resgate 600x345 Nasa lança novo satélite GOES R para melhorar previsões meteorológicasNo último final de semana, a NASA juntamente com a NOAA (Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, na sigla em inglês) lançaram o Geostationary Operational Environmental Satellite-R (GOES-R), que dentre outras funções, permite fornecer imagens da evolução do clima e das tempestades mais perigosas com uma frequência que vai de 5 minutos a 30 segundos.

Sendo considerado pelos pesquisadores como o satélite meteorológico mais poderoso do mundo, estima-se que essa capacidade possa contribuir para previsões meteorológicas mais precisas e rápidas. Ele irá ajudar no estudo de tempestades extremas, tornados, incêndios, raios e atividade solar numa resolução inigualável.

O lançamento do GOES-R aconteceu no dia 19 de novembro passado, a partir do Cabo Canaveral, na Flórida. O GOES-R partiu para sua órbita geoestacionária a 35,8 mil quilômetros acima da Terra. Em duas semanas ele chegará ao seu destino, se tornando o primeiro de uma nova geração de satélites que irá observar o planeta e dar mais autonomia para a NOAA monitorar o clima no hemisfério ocidental até 2036.

A NASA e a NOAA, que cooperam neste programa, preveem investir no total cerca de 11 bilhões de dólares (10,3 bilhões de euros) neste programa de novos satélites.

Imagem: NOAA Satellites/YouTube.