Confira os requisitos e diferenciais para concorrer a esta vaga

A Arauco do Brasil está com uma vaga aberta para Analista de Geoprocessamento Pleno. A Arauco é uma companhia florestal com 47 anos de história e hoje é uma das maiores companhias florestais do Hemisfério Sul. Com unidades de produção no Brasil, Chile, Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Espanha, Portugal e África do Sul, a empresa tem negócios em mais de 70 países.

A vaga para Analista de Geoprocessamento Pleno e para profissional com Ensino Superior Completo em Engenharia Florestal ou Engenharia Cartográfica.

Dentre as principais atividades estão:
• Análise e processamento de imagens de Satélite e VANT
• Geração de mapas temáticos
• Avaliação de novas tecnologias para extração de informações de sensores remotos
• Realizar indicadores das áreas (gestão de metas)
• Medição de campo utilizando geotecnologias
• Gestão do banco de dados cartográficos (ponte entre TI e Florestal)
• Suporte cartográfico junto a área jurídica (invasões, desapropriações, posses, etc)
• Suporte em demais atividades pertinentes a área

São necessários conhecimentos em ArcGIS, ArcGIS Server, ArcGIS Pro e demais ferramentas de Geotecnologia. Imprescindível conhecimentos em Pacote Office Avançado e ter disponibilidade para viagens.

Dentre os benefícios estão vale alimentação, vale-refeição, vale-transporte, plano de saúde, plano odontológico e seguro de vida.

Veja aqui como concorrer à vaga

vaga na arauco para analista de geoprocessamento pleno 600x313 Arauco do Brasil tem vaga aberta para Analista de Geoprocessamento

DroneShow Online 2018

Para quem não conseguiu participar presencialmente em alguma atividade do evento, foi realizado esta semana, de 19 a 21 de junho, o DroneShow Online. Atendendo a pedidos, esta foi uma oportunidade para quem não conseguiu acompanhar presencialmente alguns dos principais conteúdos do evento DroneShow 2018, que aconteceu em maio passado na capital paulista. Assista o primeiro vídeo oficial com um resumo do evento:

O primeiro dia do DroneShow Online contou com um seminário no qual o diretor da MundoGEO, Emerson Granemann, fez um resumo com os destaques da feira e da abertura do evento. Na parte da tarde, foi a vez de Francisco Nogara Neto, da Agropixel e Skydrones, apresentar um mini-curso sobre processamento de imagens obtidas com drones. Já o segundo dia do evento teve a agricultura como destaque. Na parte da manhã, novamente Francisco Nogara Neto apresentou um mini-curso, só que dessa vez para uma introdução aos drones no setor agrícola. Por sua vez, na parte da tarde foi a vez de Giovani Amianti, da XMobots, apresentar um treinamento online avançado sobre agricultura com drones, apresentando cases de diferentes culturas.

Por sua vez, o terceiro e último dia do DroneShow Online 2018 teve como destaque o mapeamento usando drones. Na parte da manhã o foco foi a Topografia, quando Danilo Rodrigues – Diretor da GeoSurv – mostrou como drones podem agilizar e diminuir custos de aquisição de dados do terreno, bem como disponibilizar informações e parâmetros das feições contidas na superfície terrestre de modo a facilitar o desenvolvimento de projetos de engenharia. E fechando o DroneShow Online 2018, na parte da tarde foi a vez de Pedro Gomes – Geógrafo da Horus Aeronaves -, que abordou o mapeamento com drones, demonstrando como os drones oferecem vantagens, como baixo custo operacional, facilidade de uso em grandes terrenos, além de uma maior segurança durante a operação.

10.im Face 1 400x210 Arauco do Brasil tem vaga aberta para Analista de GeoprocessamentoTodos os inscritos no DroneShow Online poderão rever posteriormente o replay, terão acesso aos arquivos das apresentações – em formato pdf – e integrarão um grupo fechado de networking. Atendendo a pedidos, foi prorrogada por mais algumas horas a inscrição para acesso a estes conteúdos:

Confira a grade de conteúdos do DroneShow Online