A Kleos Space S.A., empresa de dados como serviço (DaaS) de reconhecimento de radiofrequência no espaço, anuncia que a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) deve avaliar os dados da companhia sem custo por um período de três meses, após o qual o custo para a continuação estará sujeito a negociação da licença.

Falando sobre a pré-encomenda de uma agência do governo brasileiro, o CEO da Kleos, Andy Bowyer, disse:

“Esta é a primeira entrada da Kleos em uma agência do governo sul-americano. Os dados serão fundamentais na luta contra crimes ambientais[…]. Nossos satélites estão agora na Índia, prontos para os estágios finais da integração dos lançadores. Esperamos trabalhar com nossos clientes globais muito em breve em seus desafios reais”

Enrico Pedroso, da ANP, com 25 anos de experiência no setor e professor de Sensoriamento Remoto Aplicado na Faculdade de Geologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), falou sobre a necessidade da ANP acessar dados da Kleos Space:

“O que é necessário é uma variedade de conjuntos de dados de observação da Terra, como imagens ópticas e SAR, dados AIS, meteorológicos e oceanográficos, etc. operando de maneira integrada, onde o tipo de dados que a Kleos fornecerá, em breve será muito útil para identificar atividades de transporte potencialmente ilegais e localizações pontuais que devem ser investigadas com os outros conjuntos de dados de observação da Terra disponíveis. O fato de o Brasil não possuir um sistema ativo de observação da Terra de alto desempenho, para monitorar o oceano, desempenhou um fator importante na prevenção do governo de encontrar os culpados que causam poluição. ”

O Sr. Pedroso continua:

“A Superintendência de Segurança Operacional e Meio Ambiente (SSM) da ANP é responsável pelo monitoramento do meio ambiente no Brasil, especialmente no que diz respeito a acidentes e poluição. Recentemente, houve um incidente muito sério na costa do Atlântico Norte do Brasil, quando grandes quantidades de petróleo foram encontradas no oceano e ao longo das belas praias do nordeste do Brasil, provavelmente derramadas por um único navio poluidor. Nas últimas semanas, e como parte das atividades brasileiras de Planejamento de Contingência, a ANP participou intensamente, em conjunto com a Marinha do Brasil e o IBAMA na busca pelo(s) culpado(s). As informações da atividade de radiofrequência a bordo de navios que navegam nas águas brasileiras, do Kleos Space, teriam sido muito úteis se estivessem disponíveis na época dos eventos do nordeste do Brasil, porque é muito provável que o(s) navio(s) que causaram a poluição sabiam o que estavam fazendo e, portanto, tinham muito cuidado para evitar as investigações, desligando seus transmissores. Os dados de Kleos tornariam o sistema de monitoramento do governo muito mais eficiente “

A necessidade de um sistema integrado de observação da Terra para monitorar as atividades continentais e offshore da indústria de petróleo e gás também foi o que levou o Sr. Pedroso à ANP, onde ele é encarregado da implantação do projeto MultiSAR.

Esta é uma iniciativa do Ministério de Mineração e Energia do governo brasileiro, que tem a tarefa de configurar instalações para receber e processar grandes quantidades de imagens SAR fornecidas pelos principais fornecedores mundiais de tais dados, a fim de lidar com várias aplicações para o benefício da indústria de petróleo e gás. Essa também é uma razão pela qual a ANP está particularmente interessada em avaliar os dados da Kleos como parte de suas operações de teste beta pós-lançamento.

O custo de não ter um sistema de monitoramento integrado ficou muito claro nas últimas semanas, considerando os enormes esforços que o governo precisava fazer a um custo muito alto para tentar encontrar os culpados da poluição recente e isso demonstra a relevância para um grande produtor de petróleo e gás, como o Brasil, para fazer esse tipo de investimento.

Soluções Inovadoras para Mercados Verticais

Estão abertas as inscrições no MundoGEO ConnectDroneShow 2020, que acontece de 19 a 21 de maio no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo (SP), com o tema Soluções Inovadoras para Mercados Verticais.

Será um verdadeiro festival de atrações: arenas com apresentações inovadoras; cursos básicos, avançados e práticos; seminários e fóruns temáticos; experimentação de tecnologias 3D; premiação dos melhores projetos; plataforma para agendamento de reuniões. Quem quiser economizar até 50% e ainda ter liberdade de assistir todos os seminários e fóruns pode optar por adquirir um passaporte. Acesse a programação completa e garanta sua vaga!

droneshow e mundogeo connect 2020 solucoes inovadoras para mercados verticais

Em paralelo às atividades acontece a maior feira de Geotecnologias e Drones nas Américas em número de visitantes, onde estarão presentes as principais empresas e marcas do setor. Neste vídeo de apenas 3 minutos você pode conferir um resumo de como foi a última edição do MundoGEO Connect e DroneShow:

Imagem: Divulgação