A Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI) assinou hoje (1/7) um Acordo de Cooperação Técnica (Nº 6/2020) com a MundoGEO, para impulsionar o setor espacial brasileiro.

O objetivo é conectar profissionais, projetos, atrair investimentos para o desenvolvimento do setor e despertar, ainda mais, o interesse da sociedade sobre temas espaciais.

O acordo foi celebrado em cerimônia virtual entre o presidente da AEB, Carlos Moura, e o fundador e CEO da MundoGEO, Emerson Granemann, e teve transmissão ao vivo pelo YouTube.

Moura destaca a importância da construção deste acordo e o incentivo à a expansão do setor espacial no Brasil.

“Certamente, essa parceria vai permitir que nós cumpramos o nosso papel de difundir o que está acontecendo no setor espacial, promover laços entre as entidades, e induzir novos negócios que permitam a indústria espacial brasileira ter mais sustentabilidade e poder inserir-se em uma cadeia global de fornecimento”

afirmou o presidente

Com o acordo firmado, está em fase de elaboração um Plano de Trabalho para a realização de eventos com foco na geração de negócios no setor espacial brasileiro. Espera-se uma maior aproximação das empresas brasileiras e internacionais, de modo a incentivar a inserção da cadeia produtiva brasileira no cenário internacional.

Para Granemann, o acordo é importante e ajudará a mostrar à sociedade o potencial das tecnologias espaciais, além de fazer com que empresas brasileiras participem do desenvolvimento de projetos, ao ponto de se tornarem exportadoras.

“O setor espacial tem tudo a ganhar com a maior ampliação da disseminação das informações, e maior divulgação junto às empresas que poderão se integrar nesse setor de maneira mais clara”

destacou Granemann

A transmissão completa da assinatura do acordo com a MundoGEO está disponível no YouTube:

Sobre a AEB

A Agência Espacial Brasileira é uma autarquia vinculada ao MCTI, responsável por formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira. Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para viabilizar os esforços do Estado Brasileiro na promoção do bem-estar da sociedade, por meio do emprego soberano do setor espacial.

Com informações da Coordenação de Comunicação Social da AEB. Imagem de capa: Pixabay