A Embrapa Monitoramento por Satélite está selecionando bolsistas para atuar em projeto de pesquisa sobre mudanças de uso da terra e processos de degradação florestal na Amazônia. O projeto foi aprovado em edital do CNPq no âmbito do Programa de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA). Os candidatos devem ter nível superior e experiência de seis anos em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação.

amazonia Embrapa Monitoramento por Satélite seleciona bolsistas

Imagem de satélite de uma das áreas de estudo do projeto, no Pará. Crédito: Embrapa Monitoramento por Satélite

Serão analisadas a experiência profissional e o conhecimento do candidato sobre a região Amazônica, participação em publicações técnico-científicas e conhecimentos em automação de processamento de dados geoespaciais ou de linguagem de programação. Os bolsistas irão desempenhar atividades relacionadas ao processamento e interpretação de imagens de satélite, de dados oriundos de sistema LiDAR aerotransportado e de inventários florestais, principalmente de espécies nativas. Também atuarão no desenvolvimento de modelos matemáticos e estatísticos para estimativa de biomassa florestal.

O projeto de pesquisa aprovado no âmbito do Programa LBA vai avaliar os processos de degradação florestal na Amazônia e a sua relação com a exploração madeireira, o desflorestamento, a fragmentação das paisagens e a ocorrência de incêndios florestais de sub-bosque. Três regiões com distintos históricos de ocupação foram selecionadas para o estudo – Paragominas e Santarém, no Pará, e Feliz Natal, em Mato Grosso.

A proposta é oferecer uma visão integrada do processo de degradação florestal e sua interação com fatores humanos, a partir de uma visão multitemporal e multiescalar da paisagem. Um dos resultados será o estabelecimento de um banco de dados geoespaciais, disponibilizado na internet via WebGIS. Serão utilizadas séries temporais de imagens de satélite para a reconstrução do histórico de degradação. Levantamentos aerotransportados e coletas de dados de campo permitirão estimar alterações na biomassa.

O projeto é liderado pela Embrapa Monitoramento por Satélite e tem a parceria e colaboração de diversas instituições nacionais e internacionais, como a Embrapa Amazônia Oriental, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), a agência espacial americana Nasa, o Serviço Florestal Americano e universidades do Brasil e do exterior.

São oferecidas três bolsas DTI-A com duração de 12 meses, podendo ser renovadas. As atividades serão desenvolvidas no Grupo de Pesquisas e Inovações Geoespaciais da Embrapa Monitoramento por Satélite, em Campinas (SP). Todas as informações sobre o processo de seleção estão disponíveis no site www.cnpm.embrapa.br/estagio. As inscrições serão feitas até o dia 28 de fevereiro de 2014, via e-mail cnpm.supsgp@embrapa.br.


Anuncie no Portal MundoGEO

Para anunciar uma vaga no Portal MundoGEO, envie um e-mail para redacao@mundogeo.com com a descrição do cargo, o local de trabalho e o e-mail para contato.

Aproveite a promoção de verão e assine a revista MundoGEO! Assinando agora você ganha 50% de desconto!