A recepção no Brasil das primeiras imagens do satélite CBERS 4A ocorreu em 27 de dezembro de 2019.

Após uma semana de testes com todos os subsistemas do satélite e de uma sequência de manobras para colocá-lo em sua órbita nominal, as três câmeras do CBERS 4A foram ligadas sobre o Brasil por 11 minutos, de 10h56 a 11h07, horário local de Brasília.

A estação terrena do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em Cuiabá (MT), recebeu e gravou os dados brutos das câmeras WPM, MUX e WFI, que foram processados em São José dos Campos (SP).

Confira a seguir três exemplos, com imagens sobre o Brasil, das câmeras do satélite.

Primeiras Imagens Cbers 04A - 01
Imagem WFI – Composição em cores reais, 55 m de resolução espacial, recorte de 330 km por 200 km (Cuiabá, MT, abaixo à esquerda; Reservatório do Manso acima no centro)
Primeiras Imagens Cbers 04A - 02
Imagem MUX – Composição em cores reais, 16 m de resolução espacial, recorte de 30 km por 20 km (cidades de Jardim e Guia Lopes da Laguna, MS)
Primeiras Imagens Cbers 04A - 03
Imagem WPM – Banda pancromática, 2 m de resolução espacial, recorte de 5 km por 3 km (cidade de Primavera do Leste, MT)

A seguir confira exemplos das primeiras imagens recebidas em território chinês. A imagem logo a seguir é da câmera WPM, onde foi feita uma fusão entre a banda pancromática e as bandas multiespectrais, que lhe conferem o colorido.

Primeiras Imagens Cbers 04A - 04
Imagem WPM – Composição em cores reais, banda pancromática (2 m) mais as bandas multiespectrais (8 m), recorte de 2 km por 2 km (LhaSa, província do Tibete)
Primeiras Imagens Cbers 04A - 05
Primeiras Imagens Cbers 04A - 06
Imagem WFI – Composição em cores reais, resolução espacial de 55 m, recorte de 620 km por 180 km (Lago Qinghai, província de Qinghai)

A partir de agora, inicia-se a fase de comissionamento do CBERS 4A, com duração prevista de aproximadamente três meses. Durante essa fase serão avaliadas a qualidade radiométrica e geométrica das imagens das três câmeras.

Todos os ajustes necessários, tanto no software de processamento quanto nos parâmetros de configuração de cada câmera, serão feitos nesse período com o objetivo de gerar produtos de imagens com a melhor qualidade possível. Essa fase se encerrará com uma discussão técnica para aprovação do relatório final do comissionamento por uma equipe de especialistas. O satélite CBERS 4A será então declarado operacional.

Lançamento

O Satélite CBERS 4A foi lançado e colocado em órbita com sucesso no início da madrugada de 20 de dezembro pelo foguete Longa Marcha 4B, a partir da base de lançamento de Taiyuan, na China, a 500 quilômetros de Pequim.

O lançamento ocorreu à 00:22 (horário de Brasília), um minuto além do previsto, e cerca de 15 minutos depois o terceiro estágio do foguete liberou o satélite na órbita prevista.

Outros oito satélites, de pequeno porte – um deles brasileiro, o FloripaSat-1, desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Catarina –, foram de “carona” no lançador chinês.

Confira o vídeo do lançamento:

Mais informações sobre o Programa CBERS estão disponíveis em www.cbers.inpe.br.

Soluções Inovadoras para Mercados Verticais

Estão abertas as inscrições no DroneShow MundoGEO Connect 2020, que acontece de 1 a 3 de setembro no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo (SP) com o tema Soluções Inovadoras para Mercados Verticais. O evento apresenta as aplicações das geotecnologias e drones na Agricultura, Florestas, Construção, Smart Cities, Segurança, Defesa, Utilities, Mineração, Óleo e Gás, Energia, Logística, Meio Ambiente, Transportes e Infraestrutura em geral. Conheça a programação completa e garanta sua vaga!

Será um verdadeiro festival de atrações: várias arenas com apresentações inovadoras, uma grade com cursos básicos, avançados e práticos, seminários e fóruns temáticos, espaço para experimentação de tecnologias 3D, premiação dos melhores projetos, lugar para encontros agendados para geração de negócios e troca de experiências, além da maior feira do setor nas Américas em número de visitantes, onde estarão presentes os principais desenvolvedores, fabricantes, distribuidores, fornecedores de tecnologia e prestadores de serviços do setor. Veja quem já reservou seu lugar na feira.

Confira um resumo de como foi a última edição do MundoGEO Connect e DroneShow, que contou com 3.800 participantes, 120 marcas, 200 palestrantes e 40 atividades:

Com informações do INPE. Imagens: Divulgação